Amazonas

Futebol do Amazonas está de luto com a morte de Marialvo

Ex-goleiro Marialvo/Foto: Arquivo
Ex-goleiro Marialvo/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

Morreu ontem, segunda-feira, aos 72 anos, o ex-goleiro Marialvo, ídolo da torcida nacionalina, com passagem pelo América, onde iniciou sua brilhante carreira, e uma pelo Fast Clube.
Além de suas memoráveis partidas nos campeonatos amazonenses, principalmente pelo Nacional, Marialvo integrou a equipe do Mais Querido no jogo disputado no Maracanã, contra o Grêmio Maringa, como preliminar de Brasil e Venezuela, pelas eliminatórias da Copa de 1970.

Marialvo já estava enfermo há algum tempo. Ele deixa viúva a senhora Maria Bubol e duas filhas Giselle e Danielle Bulbol. O corpo do ex-atleta está sendo velado na Funerária Almir Neves, não estando definido o horário  local do sepultamento.

“Comunicado oficial do Nacional

É com imenso pesar que o Nacional Futebol Clube noticia o falecimento do seu ex-goleiro e ídolo do clube, Marialdo Duarte Hayde, aos 72 anos, ao mesmo tempo em que se solidariza com aos familiares, amigos e profissionais que conviveram com o grande ser humano e grande atleta.

Marialvo deixa sua esposa Maria Bulbol e suas duas filhas, Giselle Bulbol e Danielle Bulbol.

O eterno camisa 1 do Naça, deixou seu nome gravado na história do Mais Querido por suas incomparáveis atuações, sagrou-se campeão estadual em 1968 e bicampeão em 1969

Marialdo foi goleiro titular na partida que o Naça disputou contra o Grêmio Maringá-PR, no estádio do Maracanã. Na época, o Nacional foi campeão do torneio Norte/Nordeste com gol de Pepeta. O jogo era uma preliminar de Brasil x Venezuela válido pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 1970.

Marialvo foi atleta do América, porém, sempre que solicitado, era cedido para defender o Leão. Em 1968 ficou em definitivo na Vila Municipal e quando saiu do Nacional, defendeu nosso coirmão, Fast Clube, onde foi campeão e bicampeão estadual.”

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.