Saúde

FVS realiza treinamento para profissionais de saúde sobre a Febre Chikungunya

febre_chikungunya
Redação
Escrito por Redação

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), que é vinculada à Secretaria Estadual de Saúde (Susam), promove na quinta e sexta-feira (6 e 7), a partir das 8h, um treinamento para o manejo de pacientes com sintomas da Febre Chikungunya. O treinamento acontecerá no auditório da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e será destinado a médicos, enfermeiros, farmacêuticos e profissionais de nível superior da área de saúde em geral. O diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, explica que a capacitação integra o Plano de Prevenção e Controle da Febre Chikungunya em Manaus. O curso será ministrado por profissionais das duas fundações, com oferta de turmas nos três turnos (manhã, tarde e noite), é gratuito e as inscrições podem ser realizadas através do site da FMT (www.fmt.am.gov.br). Serão ofertadas 120 vagas em cada turno. Pela manhã, a atividade acontece das 8h às 11h. À tarde, será das 14h às 17h. À noite, das 19h às 21.

 

Como parte do Plano de Prevenção e Controle da Febre Chikungunya no estado, a (FVS) promoveu, na última segunda-feira, uma reunião com os diretores dos prontos-socorros, Serviços de Pronto Atendimento (SPA´s) e maternidades da rede estadual de saúde. A reunião foi realizada na sede da Susam e conduzida por Bernardino Albuquerque.

A principal recomendação dada pelo diretor foi com relação ao fato de que os médicos devem diagnosticar precocemente a doença e fazer a notificação dos casos à Secretaria Municipal de saúde de Manaus. Essa notificação é extremamente importante porque a partir dela nós vamos tentar identificar o local onde possivelmente o paciente contraiu o vírus e fazer o bloqueio epidemiológico, que consiste em eliminar os mosquitos e também os criadouros existentes na área. Isso evita o surgimento de novos casos da doença, destaca Bernardino.

Para que os diretores pudessem ter uma informação mais completa sobre o assunto, Bernardino fez uma explanação sobre a doença, explicando inicialmente que o vírus é transmitido aos seres humanos pelos mosquitos Aedes aegypti (mosquito que também é transmissor da Dengue) e pelo Aedes albopictus. Falou também sobre a sintomatologia da doença, caracterizada pela presença de febre alta com dores intensas nas articulações, calafrios, edemas, manifestações dermatológicas, dores de cabeça, fadiga, náuseas e vômitos. Essa sintomatologia geralmente dura de 2 a 3 semanas e depois disso o paciente deve estar recuperado.

Bernardino explicou ainda que apesar de ter sintomatologia semelhante à Dengue e ser transmitida pelo mesmo vetor, um fator preocupante com relação à Febre Chikungunya é que a doença tem um alto índice de cronificação, ou seja, há uma persistência dos sintomas com comprometimento articular por um longo período, que pode durar até mais de dois anos.

Sobre o tratamento da doença, Bernardino explicou que por tratar-se de uma doença causada por vírus, o tratamento é sintomático, ou seja, aplica-se medicação para os sintomas como febre, dores articulares e fadiga. A principal recomendação é que o paciente permaneça em repouso e beba bastante líquido para se manter hidratado.

 

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.