Cultura

Galeria do Largo recebe a exposição ´Sintonia´ de Mirtis Morais

Artista Mirtis Morais apresenta exposição "Sintonia" /Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Ultrapassar os sentidos do olhar, indo além das sensações e transformando-os em impressões, percepções e emoções, é o objetivo da exposição “Sintonia”, da artista plástica Mirtis Morais, que acontece entre os dias 18 de outubro e 18 de dezembro de 2016, na Galeria do Largo.
Segundo a artista, natural de Santos (SP), o público poderá ver uma plasticidade sinfônica entre a música e a escultura na exposição. “Eternizar pelas esculturas, os marcantes movimentos de minha vida como a música, a dança, o amor entre os seres humanos, a filosofia, a meditação bíblica, o cinema, o teatro, a poesia, me encantam e motivam. Esses movimentos de observação, criação e eternização são vibrantes, viscerais e vitais para minha existência”, ressalta.

A exposição é composta de 50 esculturas em bronze, alumínio e resina, que representam o figurativo humano em movimento, além de reconectar a razão e os sentimentos. “Nessa mostra, o espectador terá a oportunidade de voltar para o âmago de si mesmo e vislumbrar novos sentidos, fugazes ou eternos, da sua existência”, completa Mirtis.

Artista Mirtis Morais apresenta exposição "Sintonia" /Foto: Divulgação

Artista Mirtis Morais apresenta exposição “Sintonia” /Foto: Divulgação

A artista

Mirtis Moares, natural de Santos, é escultora, pintora e aquarelista pela Faculdade de Artes Plásticas Santa Cecilia, Santos – SP, e pós-graduação em Conservação e Restauração em Arte Sacra.

Entre as exposições da autora já realizadas estão as individuais “Harmonia do Ser”, “ExpoCatolica”, “Tango 7”, “Do-Ação”, “Parceria” e “Interrompa-se”, realizadas na cidade de São Paulo, entre os anos de 2011 e 2016. Mirtis também já participou das exposições coletivas nacionais “Brecheret: Uma Obra Eterna”, “Sagrada Beleza”, e “Sete Mulheres”, entre os anos de 2011 e 2014, também em São Paulo.

As coletivas internacionais, participou da nona e da décima edição da Biennale Internaionale d’Arte Contemporanea di Firenze, na Itália, em 2013 e 2014, da 25ª Mostra Arte Padova, em 2014, e da primeira edição da Biennale Internazionale di Assis, em 2014. Mirtis também é agraciada com os prêmios “Antonio Rodini”, do Salão Ararense de Artes Plásticas, de Araras (SP), em 2013; “Excelência Mulher”, da Sala São Paulo, em 2013; e o da “X Decima Biennale d’Arte Internazionale di Roma”, 2014, sendo todos os prêmios na área de Escultura.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.