Amazonas Cidades

Gerente de banco é preso, investigado por desvio de mais de R$ 650 mil

Jonathan Munhoz, desviou dinheiro d e cliente/Foto: Erlon Rodrigues
Jonathan Munhoz, desviou dinheiro d e cliente/Foto: Erlon Rodrigues
Redação
Escrito por Redação

O delegado titular do 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Aldeney Góes, apresentou na tarde de hoje, segunda-feira (09), em coletiva de imprensa, Jonathan Carlos Munhoz Saraiva, de 29 anos, preso pela equipe da unidade policial, na última sexta-feira (006).
De acordo com Góes, o fato ocorreu em cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido no dia 14 de março deste ano, pelo juiz da 1ª Vara Criminal, Luís Márcio Nascimento Albuquerque, explicando que chegou até Jonathan após minuciosa investigação, iniciada em janeiro deste ano, depois que representantes de uma agência bancária, onde o infrator trabalhava, terem constatado a realização de movimentações financeiras ilegais.

“Jonathan trabalhava em um posto de um banco localizado dentro de uma empresa. Ele ocupava as funções de gerente e caixa, tendo acesso a todos os dados de clientes. O infrator criou uma conta em nome de uma dessas pessoas. Efetuou sete transferências em torno de R$ 15 mil e ainda fez três empréstimos em torno de R$ 100 mil. Sempre tinha a solicitação concretizada, uma vez que o cliente era possuidor de grandes valores na instituição financeira”, explicou Aldeney Góes.

Conforme o titular do 24º DIP, Jonathan agia tranquilamente, pois acreditava que a vítima havia morrido. Todavia, essa pessoa procurou a empresa e informou sobre a movimentação ilegal na conta que mantinha. Na ocasião, argumentou que não autorizou as transações, levando, então, representantes do banco realizarem uma auditoria interna para levantar como ocorreu o crime e concluíram que a fraude causou prejuízo em torno de R$ 654 mil ao cliente em questão.

“O infrator era proprietário de um apartamento e uma casa localizados no Centro da cidade, avaliados em aproximadamente R$ 500 mil. Quando foi preso ele estava na posse de um veículo modelo Cobalt, que foi apreendido”, enfatizou o titular do 24º DIP.

Jonathan foi indiciado por furto qualificado. Após os procedimentos legais ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.