Curiosidades

Governo vai pagar R$ 3.200 mensalmente à mulher alérgica a Wi-Fi

1312
Redação
Escrito por Redação

Uma mulher ganhou um processo judicial por ser alérgica a Wi-fi.

Martine Richard, da França, aparentemente alérgica a Wi-fi, foi a primeira pessoa a conseguir uma indenização pela condição.

Ela afirmou ter sido obrigada a abandonar seu emprego e se mudar para uma fazenda rural sem conectividade com a internet, depois de sofrer de dores de cabeça, náuseas e tonturas durante anos.

Para a ciência, tal alergia não existe. Mas a mulher está longe de ser a primeira pessoa a alegar que sofre com a condição, também conhecida como hipersensibilidade eletromagnética ou EHS.

No entanto, ela foi a primeira pessoa a ter sua “alergia” reconhecida pelo governo como uma deficiência.

Martine receberá uma quantia mensal de cerca de R$ 3.200 por três anos.

Fonte: Metro

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.