Destaques Mundo

Grécia: Ministro das Finanças Varoufakis renuncia após referendo

Yannis Varoufakis depositando seu voto /Foto: AFP
Yannis Varoufakis depositando seu voto /Foto: AFP
Redação
Escrito por Redação

O ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, disse hoje, segunda-feira, que está deixando o cargo. O anúncio, surpreendente, veio horas após a expressiva vitória do “não” no referendo sobre as condições impostas pelos credores para o resgate do país. Varoufakis justificou a renúncia afirmando que esta vai ajudar o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, na negociação com os credores.

Em meio a relações já tensas, Varoufakis enfureceu os parceiros europeus na semana passada, ao acusar os credores de usarem “terrorismo” contra o povo gregopara pressioná-los a aceitar mais austeridade.

Varoufakis anunciou a renúncia no Twitter, com as palavras “Ministro não mais!” e o link para um comunicado em seu blog.

No comunicado, Varoufakis disse ter tomado conhecimento de que alguns membros da zona do euro não queriam que ele comparecesse às reuniões dos ministros das Finanças da união monetária e de que sua ausência “é uma ideia que o primeiro-ministro julgou ser potencialmente útil para que chegue a um acordo”.

“Por esse motivo, estou deixando o Ministério das Finanças hoje”, escreveu. Varoufakis disse considerar ser sua obrigação ajudar Tsipras a explorar “o capital que o povo grego nos deu através do referendo” deste domingo.

Na votação, 61% dos gregos decidiu pelo “não” às medidas de austeridade impostas pelos credores da dívida grega em torça da liberação do resgate econômico. Tsipras classificou a escolha de “histórica e valente”.

“O referendo de 5 de julho entrará para a história como um momento único em que uma pequena nação europeia se levantou contra a escravidão da dívida”, escreveu Varoufakis em seu blog.

O substituto do ministro das Finanças será anunciado após uma reunião das lideranças políticas, convocada para a manhã desta segunda-feira, informou um porta-voz do governo grego. O favorito para o cargo seria Euclid Tsakalotos, coordenador das negociações com os credores da Grécia.(Terra/DW)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.