Amazonas Esportes

Hamilton vence 6ª do ano em dobradinha da Mercedes e Massa fica em 6º

Hamilton vence mais uma na F-1/Foto: MotorSport
Redação
Escrito por Redação

O britânico Lewis Hamilton venceu pela segunda vez, o GP da Bélgica hoje, domingo (23), em Spa-Francorchamps. O atual bicampeão partiu melhor que o companheiro Nico Rosberg na largada, e não teve adversários para vencer pela sexta vez no ano. A boa largada, sem o auxílio dos engenheiros, foi fundamental para Hamilton. Ele segurou Pérez logo após a Eau Rouge e não foi mais incomodado.
Nico Rosberg caiu para quinto na largada, e teve de se recuperar para chegar em Hamilton. Ele conseguiu baixar em cinco segundos a diferença que era de oito quando assumiu o segundo lugar. Mas Hamilton apenas administrou seu ritmo e impediu a chegada do alemão, que tentou se aproveitar de um Safety Car Virtual para se aproximar após a quebra de Ricciardo. O gap no final foi de 2.0s.

Com isso, o britânico aumentou a diferença no campeonato para 28 pontos – mais do que se pode fazer em uma corrida pela primeira vez no ano.

Decepcionando em ritmo de corrida, a Williams deixou Felipe Massa na mão em Spa.O piloto foi ultrapassado nas primeiras voltas no fim da reta Kemmel por Grosjean e Kvyat. Massa ficou em 6º. Nasr fez corrida opaca e foi o 11º

Em terceiro ficou o francês Romain Grosjean em seu primeiro pódio desde o GP dos EUA de 2013. Ele se aproveitou de um estouro de pneu de Sebastian Vettel na penúltima volta na saída da Eau Rouge.

Como fato curioso, o GP viu a Williams cometer um erro bizarro nos boxes com Bottas. O finlandês acabou tendo todos os pneus macios trocados mas teve um pneu médio colocado na traseira direita. Por isso, o piloto foi obrigado a pagar um drive-through. Ele finalizou em nono.
A corrida

Nico Hulkenberg abortou a primeira largada após ter problemas no carro. O alemão teve desde sábado defeitos no turbo, e chegou a ser informado para não largar e entrar no box após a volta de apresentação. No entanto a equipe voltou atrás e Hulk foi para o grid, onde deixou seu motor apagar. O alemão não conseguiu largar dos pits.

A segunda largada foi para valer. Hamilton largou bem e conseguiu segurar a pressão de Perez, que fez a melhor partida. Rosberg saiu mal e caiu para quinto. Ainda na primeira volta ele voltou para quarto passando Bottas. Ricciardo era o terceiro. Na volta 2, Maldonado foi o primeiro a abandonar na pista após quebrar seu motor na saída da Eau Rouge. Felipe Massa era o oitavo e Nasr, após péssima largada, o 14º.

Ricciardo, que não conseguia passar Pérez pelo segundo lugar, optou por parar na volta 7. O australiano voltou em 11º de pneus médios. Pérez parou na volta seguinte, mas voltou atrás da Red Bull. Hamilton liderava com oito segundos de vantagem. Rosberg era o segundo com Vettel em terceiro. Pérez conseguiu superar Ricciardo voltas depois.

A Williams cometeu um erro com Bottas nos boxes. O time colocou três pneus macios e um pneu médio no FW37. O finlandês tomou um drive-through. Após as paradas, na volta 18, o top-10 era Hamilton, Rosberg, Pérez, Ricciardo, Grosjean, Vettel, Kvyat, Massa, Raikkonen e Verstappen.

Na volta 20, Ricciardo parou com problemas mecânicos após a última chicane, o que trouxe o Safety Car Virtual. Pérez, Grosjean, Massa e Raikkonen foram aos boxes para trocar os pneus.

Após as paradas das Mercedes, na volta 31, Hamilton ainda liderava. Rosberg vinha atrás, com Vettel, Grosjean, Pérez, Massa, Raikkonen, Kvyat, Bottas e Verstappen.

Com pneus mais novos, Kvyat passou Raikkonen, Massa e Pérez ainda antes do fim da corrida se utilizando do DRS. Grosjean pressionava Vettel até a penúltima volta, quando o alemão teve o pneu traseiro direito furado e perdeu o pódio.(Terra/Motorsport)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.