Amazonas Esportes

Hamilton vence o GP da Hungria e assume liderança do campeonato

Depois de 11 provas, Hamilton vence GP da Hungria/Foto: Divulgação
Depois de 11 provas, Hamilton vence GP da Hungria/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Depois de 11 provas, Hamilton vence GP da Hungria/Foto: Divulgação

                     Depois de 11 provas, Hamilton vence GP da Hungria/Foto: Divulgação

Após 11 etapas, o campeonato da Fórmula 1 tem um novo líder depois que Lewis Hamilton dominou o GP da Hungria, disputado hoje, domingo. O inglês, que chegou a ter 43 pontos de desvantagem em relação ao companheiro Nico Rosberg após as primeiras provas do ano, finalmente superou o alemão na tabela pela primeira vez no ano.
Hamilton ultrapassou Rosberg logo na largada e controlou o ritmo para vencer pela quinta vez no circuito de Hungaroring, tornando-se o maior ganhador do circuito. Com a vitória e o segundo lugar do alemão, o tricampeão lidera o campeonato com seis pontos de vantagem. O terceiro lugar ficou com Daniel Ricciardo, da Red Bull.

Os brasileiros andaram o tempo todo no final do pelotão. Felipe Nasr fez outra corrida consistente, largando em 16º e chegando em 17º, andando sempre bem à frente do companheiro Marcus Ericsson. Já Felipe Massa não teve um bom ritmo por toda a prova e errou ao apostar nos pneus médios, que não renderam bem, e terminou apenas em 18º.

Liderança de Rosberg dura pouco

Rosberg não largou bem e viu Hamilton passá-lo por dentro e Ricciardo ficar na frente dos dois, vindo por fora na primeira curva. O australiano, contudo, não conseguiu uma boa tração na segunda curva e voltou à terceira colocação. Com isso, o top 10 ficou com Hamilton, Rosberg, Ricciardo, Verstappen, Vettel, Alonso, Sainz, Button, Bottas e Hulkenberg. Felipe Nasr ganhou uma posição na primeira volta e subiu para 15º, enquanto Felipe Massa perdeu um lugar e caiu para 19º.

Nasr foi um dos primeiros a ir para os boxes, perdendo muitas posições. Entre os ponteiros, o primeiro a parar foi Vettel, na volta 15, quando trocou os supermacios pelos macios, sendo copiado por Ricciardo no giro seguinte. O líder Hamilton e Verstappen pararam na 17ª volta. O fato de ter parado antes fez Vettel ganhar a posição do holandês e subir para quarto.

Com 20 voltas completadas, a única surpresa no top 10 era Raikkonen, que largou com os pneus macios e conseguia manter um bom ritmo, en quinto lugar, mesmo sem ter parado. Assim, Hamilton liderava, com Rosberg a cerca de 1s, seguido por Ricciardo, Vettel, Raikkonen, Verstappen, Perez, Palmer, Magnussen e Alonso. A dupla da Renault e o mexicano também não tinham feito suas paradas.

A tática funcionou bem para Raikkonen, que voltou em sétimo após sua parada e, logo depois, ultrapassou Alonso para assumir o sexto posto, atrás das Mercedes, Red Bull e do companheiro Vettel. Já Perez conseguiu entrar no top 10, em décimo, superando seu companheiro Hulkenberg.

Na metade da corrida, após a Red Bull antecipar a segunda parada de Ricciardo, a Mercedes passou a pedir que Hamilton aumentasse o ritmo, dizendo que poderiam chamar Rosberg para os boxes primeiro para proteger a equipe da ameaça do australiano, o que seria prejudicial para o inglês, que poderia perder a liderança nos boxes. “Por que fariam isso? Não é que estou lento, estou tentando”, questionou o tricampeão. “O risco é perdermos a vitória”, respondeu o engenheiro.

Porém, como o ritmo de Ricciardo não era bom após a parada, a Red Bull deixou de ser uma ameaça e as Mercedes continuaram na pista. Hamilton só pararia na volta 42, uma antes de seu companheiro, voltando tranquilamente na frente de Rosberg, com Ricciardo em segundo, Raikkonen em quarto e Vettel em quinto. Verstappen, Alonso, Sainz, Bottas e Kvyat completavam o top 10 com 25 voltas para o fim.

Depois de fazer sua parada, o finlandês colocou pneus supermacios e foi à caça de Verstappen, chegando a tocar na traseira do holandês e quebrar parte de sua asa traseira.

A próxima parada da Fórmula 1 será na Alemanha, quando os pilotos percorrerão o circuito de Hockenheim, às 9h (de Brasília).

Classificação final

1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes 70 laps
2. Nico Rosberg GER Mercedes-Mercedes +1.9s
3. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG Heuer +27.5s
4. Sebastian Vettel GER Ferrari-Ferrari +28.2s
5. Max Verstappen NED Red Bull-TAG Heuer +48.6s
6. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari +49.0s
7. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +1 volta
8. Carlos Sainz ESP Toro Rosso-Ferrari +1 volta
9. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +1 volta
10. Nico Hulkenberg GER Force India-Mercedes +1 volta(UOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.