Cidades

Homem que participou na morte de ex-presidiário em estacionamento de shopping é preso

Thiago foi indiciado por homicídio qualificado - foto: divulgação/Polícia Civil
Thiago foi indiciado por homicídio qualificado - foto: divulgação/Polícia Civil
Redação
Escrito por Redação

Thiago do Amaral Feitoza da Silva, de 25 anos, foi apresentado na manhã de segunda-feira (1º) no prédio da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), por envolvimento na morte do ex-presidiário Heberson Monteiro Lopes, conhecido como ‘Pesadelo’, de 26 anos. A vítima foi perseguida e morta a tiros no dia 27 julho deste, no estacionamento do Studio 5 Shopping, na Avenida General Rodrigo Otávio, bairro Distrito Industrial, Zona Sul de Manaus.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), delegado Ivo Martins, Thiago foi preso um dia após o crime, por volta das 16h, na casa dele, localizada na Rua Araci, bairro Crespo, mesma zona da cidade. Ele teria atraído ‘Pesadelo’ para o estacionamento do centro de compras com a justificativa que iria lhe vender uma arma de fogo, mas ao chegar ao local foi surpreendido pelos comparsas do Thiago, identificados como Gabriel Fernandes da Silva e Valcy Batista dos Santos, que estão foragidos.

“Tanto Thiago como Gabriel e Valcy são integrantes da facção criminosa Família do Norte (FDN) e ‘Pesadelo’ era membro da facção rival Primeiro Comando da Capital (PCC). Por conta disso, o ex-presidiário já teria os ameaçados de morte”, explicou o delegado Ivo Martins.

Thiago foi indiciado por homicídio qualificado - foto: divulgação/Polícia Civil

Thiago foi indiciado por homicídio qualificado – foto: divulgação/Polícia Civil

Ainda de acordo com o delegado, a prisão de Thiago se deu após as análises das imagens registradas pelas câmeras de segurança shopping, onde ele e outros comparsas foram identificados. Além disso, no celular da vítima foram encontradas mensagens do Thiago marcando encontro com ‘Pesadelo’ no local do crime.

Durante a coletiva de imprensa, Thiago se defendeu ao dizer que era ameaçado por ‘Pesadelo’ desde quando tinha 16 anos, após uma briga com o primo da vítima, conhecido apenas como ‘Rafael’ ou ‘Peru’.

Em consulta ao site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), consta que Heberson respondia a uma ação penal pelo crime de homicídio simples, na 2ª Vara do Tribunal do Júri do Fórum Henoch Reis e estava cumprindo a pena em regime semiaberto desde o dia 31 de maio deste ano.

Thiago foi indiciado por homicídio qualificado e encaminhado para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital amazonense, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Por Josemar Antunes

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.