Saúde

Hospital Francisca Mendes realiza procedimento inédito, na região

hospital-FM
Redação
Escrito por Redação

A Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes, vinculada à Secretaria Estadual de Saúde (Susam), realiza no próximo sábado (08) um procedimento cirúrgico inédito na região, com a participação de membros convidados da diretoria da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular e da Fundação Adib Jatene, de São Paulo. O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, explica que trata-se de um implante de válvula aórtica por via transapical, ou seja, sem a necessidade de abrir o peito do paciente, fazendo apenas uma incisão de 4 centímetros.

 

Esse tipo de procedimento é realizado em apenas duas instituições no Brasil, ambas em São Paulo – o Instituto do Coração (InCor/USP) e o Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, que é mantido pela Fundação Adib Jatene. De acordo com Pedro Elias, já há estudos do Ministério da Saúde, para ofertar o procedimento de forma regular, pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Em Manaus, o implante será realizado em uma paciente com 85 anos. Mesmo já tendo feito ponte de safena, a paciente ainda sente dores no peito e falta de ar, por ter uma obstrução na válvula aórtica. Antes, para esse procedimento, seria necessário abrir o peito do paciente, uma intervenção de altíssimo risco, com elevadas taxas de mortalidade. Agora, com a nova tecnologia, através da incisão é introduzido um cateter, que leva a válvula até a obstrução e, assim, libera a passagem do sangue.

O procedimento será realizado como parte da programação do simpósio sobre “Técnicas Avançadas em Cirurgia Cardiovascular”, que acontece na sexta-feira (07) e no sábado (08), no auditório de Ensino e Pesquisa da fundação, que é referência em Cardiologia, na rede estadual de saúde. O evento é organizado pelo Departamento de Ensino e Pesquisa da Fundação Hospital do Coração Franscisca Mendes e contará com a presença dos cardiologistas Rui Almeida, Eduardo Saadi, João Leite e Magali Arraiz, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, e do presidente da Fundação Adib Jatene, o cirurgião cardiovascular, Luiz Carlos de Souza. A Fundação Adib Jatene desenvolve pesquisas nas áreas de bioengenharia e cardiologia.

O diretor-presidente da Fundação Hospital do Coração, Ivan Tramujas, explica que, na sexta-feira, o grupo irá discutir novos procedimentos, técnicas e tecnologias disponíveis para as cirurgias cardiovasculares e seus avanços na qualidade de vida dos pacientes. Também será realizado um estudo dos quatro casos que passarão por procedimentos cirúrgicos no sábado.

Os outros três procedimentos que serão realizados no sábado são para tratamento endovascular dos aneurismas da aorta torácica, em pacientes com média de idade de 70 anos. “Eles apresentam uma grande dilatação na veia aórtica.

Com isso, o tecido vai ficando muito fino, correndo o risco de se romper e levar a óbito. Será introduzido um cateter, via virilha, que implantará uma espécie de cano no local do aneurisma. Assim, o sangue volta a circular sem prejudicar as paredes da aorta, e o paciente pode ter vida normal”, explica Mariano Terrazas, coordenador do Departamento de Pesquisa e Ensino da Fundação Francisca Mendes.

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.