Amazonas Cidades

Humaitá ganha novo Mercado Municipal nas comemorações de seus 147 anos

Novo Mercado Municipal a ser inaugurado/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Ao participar das comemorações dos 147 anos do município de Humaitá, o governador do Amazonas José Melo, entrega uma série de obras à população, além de tablets educacionais para 272 professores da rede municipal de ensino, como parte da programação oficial estabelecida pela Prefeitura do Município, que inclui exposições, solenidade cívica e shows artísticos.
Entre as obras a serem inauguradas está o novo mercado municipal, construído pelo Governo Estadual através de convênio com a Prefeitura do Município. Também serão entregues uma creche e uma Unidade Básica de Saúde (UBS), resultado de parceria com o Governo Federal.

Com investimentos de R$ 3.587.298,53, o Mercado Municipal Hélio de Souza Lobo, está localizado no Centro Histórico da Cidade de Humaitá, à margem esquerda do rio Madeira e substitui o antigo, destruído pela histórica enchente de 2014, a maior registrada em cem anos.

O novo mercado de dois andares possui 1.745 metros quadrados, conta com 65 boxes, 90 pedras para comercialização de carnes e pescado e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Na parte superior foi construído um mezanino de 320 metros quadrados, espaço climatizado onde estão instalados duas lanchonetes e um restaurante.

A nova estrutura está sendo recebida como um presente para a população de Humaitá que ganhou um mercado moderno, totalmente diferente do antigo. O prédio anterior tinha mais de 30 anos e já funcionava em condições precárias, antes de ter sua estrutura comprometida pelas águas do rio Madeira que tomaram a cidade há dois anos.   Mas também terá um grande significado para centenas de feirantes que aguardavam ansiosos o fim das obras enquanto trabalhavam em uma feira improvisada pela Prefeitura.

Segundo a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), a obra faz parte de um pacote de cerca de R$ 56 milhões destinados pelo Governo do Estado ao município, que inclui ainda a revitalização em curso de 83,5 quilômetros do sistema viário da sede, com investimentos de R$ 22.730.870,57; além da realização de serviços de infraestrutura viária, pavimentação asfáltica e calçamento de 6,7 quilômetros em cinco comunidades, obra orçada em R$ 3.796.205,06. Em quatro dessas comunidades as obras estão concluídas e uma em andamento. Outra obra em andamento é a reconstrução de 298 metros da orla fluvial, onde estão sendo investidos R$ 9.066.758.

Dentre as obras já entregues pelo Governo do Estado em Humaitá estão a reforma e adequação do sistema de iluminação pública, com investimentos de R$ 12.814.696,26 e a construção do prédio do posto de fiscalização da Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ), com recursos de R$ 1.223.561,16.

O governador está sendo aguardado por volta das 09h00, onde, ao lado do prefeito Dedei Lobo, participa da inauguração da creche municipal Dona Maria Bonfim Santiago da Cruz, localizada no bairro de São Cristóvão (zona sudoeste). A creche é uma de três que estão sendo construídas na cidade e foram viabilizadas com recursos federais. Em seguida, será a vez da Unidade Básica de Saúde Irmã Maria Bernardes, no bairro São Francisco (zona sul), outra obra viabilizada com recursos federais. A UBS é um prédio moderno, construído dentro dos novos padrões exigidos pelo Ministério da Saúde. A série de inaugurações encerra-se, no mercado municipal.

Entrega de tablets – Durante a cerimônia de inauguração da creche municipal, o governador irá entregar tablets a 272 professores da rede municipal de ensino de Humaitá. A ação faz parte do Pacto pela Educação no Amazonas, firmado entre o governo do Estado e as prefeituras municipais com o objetivo de elevar os indicadores educacionais no Estado.

“O Pacto pela Educação é uma iniciativa do governador José Melo para auxiliar as prefeituras em um projeto conjunto com o objetivo de elevar a qualidade do ensino regional. Todos os professores da Seduc já receberam o equipamento. Estamos estendendo o benefício agora para 28 mil professores da rede municipal”, disse o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares da Silva.

Lançado em setembro de 2015, o Pacto pela Educação do Amazonas requer das prefeituras, assim como do Estado, o cumprimento de medidas consideradas estratégicas para a evolução educacional, dentre as quais a ampliação de 0,6 pontos no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de cada município até o final de 2019 – 0,2 pontos por ano; a redução de 2,0 pontos ao ano da taxa de distorção-idade série, de modo que esta taxa seja reduzida em 8,0 pontos até o final de 2019. O Pacto também visa a ampliação dos índices de aprovação escolar, entre outras medidas.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.