Amazonas Cidades

Imagem mostra preso sendo agredido, desmentindo versão oficial

Detento sendo agredido no presídio/Foto: Reprodução
Redação
Escrito por Redação

Um vídeo que está circulando pelas redes sociais desmente a versão e as justificativas apresentadas pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), sobre a morte do detento Cleosamir Oliveira da Costa, envolvido na morte de uma criança de 3 anos, no bairro da Compensa, Zona Oeste, no último dia 18.
Enquanto a  Seap  informa que o interno Cleosamir Oliveira da Costa não sofreu nenhuma agressão no Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM) e na Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, o vídeo mostra um grupo de presos agredindo e quebrando os braços do presidiário.

O vídeo mostra que enquanto outros presos seguram Cleosamir pelos braços e presos, um outro preso o agride com um porrete, inclusive quebrando seus braços.

Já a nota da assessoria da Seap informa que o interno foi recebido na unidade no final da tarde da última segunda-feira (21), já com sinais de agressão, transferido de outra unidade do sistema prisional: a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa. Na manhã da terça-feira (22), a direção da unidade foi chamada para atender Cleosamir que se queixava de dor, e foi atendido na enfermaria da unidade. Posteriormente o interno foi encaminhado ontem, às 13h25 para o Hospital Delphina Aziz, e conduzido para o Hospital Platão Araújo às 22h, onde veio a óbito. Segundo a certidão de óbito, a causa da morte não foi determinada.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.