Brasil Política

Impeachment de Dilma não ´passa Brasil a limpo´, diz Marina Silva

Marina Silva, ao defender cassação da chapa Dilma/Temer/Foto: Eliza Fiuza
Redação
Escrito por Redação
Marina Silva, ao defender cassação da chapa Dilma/Temer/Foto: Eliza Fiuza

                    Marina Silva, ao defender cassação da chapa Dilma/Temer/Foto: Eliza Fiuza

Ex-senadora filiada à Rede Sustentabilidade, Marina Silva disse, ontem (11), que, ainda, que seja legal, o processo de impeachment não atende ao desejo da população de “passar o Brasil a limpo”.
O comentário de Marina foi feito ao defender mais uma vez a cassação na Justiça Eleitoral da chapa vitoriosa nas eleições de 2014, composta pela presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), e seu vice, o agora presidente em exercício, Michel Temer (PMDB). Correm no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) processos que tentam abreviar o mandato do governo eleito por conta de denúncias sobre o uso de recursos ilícitos, como dinheiro desviado da Petrobras, na campanha.

“As denúncias e os crimes que foram praticados e que estão sendo comprovados pela Lava Jato colocam cada vez mais o sentido de urgência do TSE”, afirmou a ex-senadora, depois de repetir que as denúncias de corrupção na Petrobras que incidem sobre o PT implicam da mesma forma o PMDB.
“Uma vez comprovado que houve corrupção e que foram fraudadas as eleições pelo uso de dinheiro do ‘petrolão’, deve-se cassar a chapa que violou a lei. Aí, será dado um forte sinal para a sociedade de que o crime eleitoral não compensa”, acrescentou a ex-ministra do Meio-Ambiente.

Marina conversou com a reportagem após proferir uma palestra sobre mudanças climáticas e crise ambiental num templo evangélico no centro de São Paulo na noite desta quinta-feira . Ela avaliou que o governo Temer, apesar de ter “inegavelmente” acertado na escolha da equipe econômica, não “dialoga” com as grandes questões em discussão no mundo, mencionando temas ambientais.(iG)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.