Amazonas Cidades

Ipaam autoriza transbordo de combustível na Ilha Marapatá, em Manaus

Transbordo será feito na Ilha do Marapatá/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Transbordo será feito na Ilha do Marapatá/Foto: Divulgação

                          Transbordo será feito na Ilha do Marapatá/Foto: Divulgação

Uma nova autorização foi concedida pelo Instituto de Proteção Ambiental, à empresa Navemazônia Navegação para que esta possa realizar o transbordo de combustível que será feito próximo da Ilha Marapatá, margem direita do Rio Negro, hoje, sexta-feira (15).
A operação de descarga de 12.750 toneladas de granel líquido de óleo diesel de um navio tanque para balsas de transporte de combustível seria feita no Porto de Manaus, mas por recomendação do órgão ambiental foi transferida para o Marapatá, zona Sul de Manaus.

A operação, por envolver riscos ambientais, será acompanhada pela Capitania dos Portos da Amazônia Ocidental, da Marinha do Brasil, Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e Ibama.

Ao Ipaam esclarece que a empresa possui a licença devida para operar.

A diretora-presidente do Ipaam, Ana Aleixo, ressaltou que a operação de transbordo de combustível deve ser feita obedecendo todos os trâmites legais e acompanhamento dos órgãos responsáveis e que se faz necessária como atividade econômica, porque envolve a distribuição de combustível para o interior do Estado.

Histórico

A empresa citada solicitou a autorização (Nada Opor) para realizar a operação de transbordo de combustível no dia 25/03/2016. Como tal operação não ocorreu na data prevista, o Ipaam desconsiderou e pediu nova autorização.

No ato da solicitação, a Navemazônia Navegação apresentou o “Nada Opor” da Companhia Docas do Maranhão (Codomar), administradora do Porto Organizado de Manaus, sob documento C/POM nº 069/2016 e a autorização da Marinha do Brasil – Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental, sob ofício nº 20-157/CFAOC-MB, ambos os documentos expedidos para a operação de transbordo a ser realizada no dia 25/03/2016.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.