Amazonas Política

Ipaam e Embrapa promovem estudos sobre recuperação de áreas degradadas

Técnicos do Ipaam e Embrapa reunidos/Foto: Danyelle Resende
Técnicos do Ipaam e Embrapa reunidos/Foto: Danyelle Resende
Redação
Escrito por Redação

Com o objetivo foi debater assuntos relativos à parceria entre as instituições, visando promover estudos de recuperação de áreas degradadas, o Instituto de Proteção de Ambiental do Amazonas (Ipaam), realizou uma reunião com representantes da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), na última semana.
O projeto “Inovações para o Desenvolvimento Sustentável – Novas Parcerias (NoPa II)” é financiado pelas Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) e também pelo Governo da Alemanha. O projeto terá um recurso de R$ 200 mil. Os estudos terão duração de dois anos, a partir de fevereiro de 2016.

“Para compor os estudos vamos focar nos municípios do Sul do Estado e da Região Metropolitana. Essas áreas historicamente são as mais atingidas por desmatamentos, então nosso foco inicial será esse”, disse um dos coordenadores do projeto pela Embrapa, Celso Azevedo.

Evento – Para dar início aos trabalhos, será realizado de 23 a 25 de fevereiro de 2016 o 1º Workshop Manaus EcoRespira Amazon para os colaboradores do Ipaam e da Embrapa. A atividade vai preparar os componentes do projeto para a realização dos estudos. “Vai ser muito importante porque vamos poder ajustar os objetivos. Além dos representantes das duas instituições, também receberemos uma delegação da Alemanha, que fazem parte do financiamento desse projeto”, disse a diretora-presidente do Ipaam, Ana Eunice Aleixo.

WWF Brasil – O Ipaam também realizou um encontro com representantes da ONG WWF Brasil sobre a produção de um guia botânico que deve contar com o apoio do órgão. A parceria deve ocorrer no mês de janeiro do próximo ano e tem o objetivo de analisar e identificar espécies botânicas, o que deve colaborar para estudos e planos de manejo.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.