Esportes

Jacaré sofre derrota polêmica; Demian domina amigo de McGregor

Redação
Escrito por Redação

A chance de Ronaldo Jacaré lutar pelo cinturão dos médios do UFC foi adiada mais uma vez. E dessa vez de maneira polêmica. Na luta em que definiria o próximo desafiante ao título, o brasileiro acabou derrotado pelo cubano Yoel Romero, por decisão dividida dos jurados (29-27, 28-29, 29-28), na madrugada deste domingo (13), no UFC 194.

Mesmo sem um anúncio oficial, o presidente do UFC, Dana White, já havia indicado que o vencedor desse combate seria o próximo lutador a ter a chance de encarar Chris Weidman ou Luke Rockhold pelo título.

A luta começou muito estudada para os dois lados, mas Jacaré tomava mais a iniciativa, mesmo sem encontrar a distância para acertar Romero. O cubano parecia procurar o momento certo para dar o golpe mortal. E ele veio, um soco rodado que levou o brasileiro ao chão, mas não conseguiu encerrar o combate no ground and pound. Ronaldo ainda tentou uma chave de braço, mas saiu no lucro por não ter perdido naquele momento.

O segundo período também se iniciou lento, muito pelo cansaço do brasileiro, que ainda se recuperava da surra do primeiro rounds. Jacaré então passou a apostar na luta agarrada, cansando também o cubano. Foi uma boa estratégia, pois ele conseguiu equilibrar o jogo.

Yoel voltou exausto para os cinco minutos finais e Ronaldo soube aproveitar isso. Após metade do tempo de estudo, o brasileiro acertou uma boa sequência que balançou o rival. Assim, ficou fácil derrubá-lo e ficar por cima no chão, trabalhando o ground and pound.

Demian Maia domina amigo de Conor McGregor
Mesmo com 38 anos, Demian Maia mostrou que ainda tem muita lenha para queimar no UFC. Contra a revelação Gunnar Nelson, amigo e colega de treino de Conor McGregor, provou que seu jogo de chão está mais afiado do que nunca. Ele dominou o islandês no solo por três rounds e conseguiu no UFC 194 sua quarta vitória consecutiva.

O campeão mundial de jiu-jítsu venceu por pontos, em decisão unânime dos juízes, com 30-26, 30-25 e 30-25.
Depois do anúncio, Maia “exigiu” que seja o próximo desafiante ao cinturão dos meio-médios. “Tenho nove lutas e sete vitórias. Lorenzo (Fertitta) e Dana (White), eu quero o vencedor de Robbie Lawler e Carlos Condit”.

O primeiro round foi um show de luta agarrada. Gunnar até começou melhor, conseguiu uma pequena queda, mas quando Demian encontrou seu tempo, dominou completamente. Com um single-leg perfeito, derrubou e foi para as costas do islandês, onde ficou a maior parte do período. Só faltou a finalização, que quase veio no fim com uma tentativa de chave de braço.

O período seguinte foi muito parecido. O paulista teve mais trabalho para levar seu rival para o chão, mas mais uma vez dominou no solo e até conseguiu bons golpes, principalmente cotoveladas, no ground-and-pound. O terceiro round foi uma repetição dos outros, apenas para confirmar a vitória por pontos do brasileiro.

(UOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.