Amazonas Política

João Franco é reconduzido à presidência do Conselho de Odontologia do Amazonas

João Franco, no alto, comemora reeleição/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação

A Chapa 1, encabeçada pelo cirurgião-dentista João Franco, venceu a disputa eleitoral no Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM), para o biênio 2016-2018, realizada ontem (07), com 941 votos contra 885 da Chapa 2.
No total, a Comissão Eleitoral contabilizou 1.924 votos, sendo 79 brancos e 19 nulos. De acordo com João Franco, um dos grandes desafios para o conselho é unir a categoria e buscar ainda mais engajamento de todos em prol da odontologia. “Passamos todo o processo eleitoral agindo de forma ética e honesta. O que queremos é cada vez mais unir a Odontologia do nosso Estado, e sabemos que se contarmos com o engajamento de mais pessoas, o conselho irá crescer e se fortalecer ainda mais”, disse.

Ele destacou que o novo plenário irá intensificar a inclusão da Odontologia nas agendas e pautas de assuntos relacionados à saúde e buscar novas ações para a valorização de toda a categoria. “A atribuição do Conselho Regional, conforme estabelecido na legislação, é fiscalizar o exercício da profissão, mas sabemos que como conselho representante da classe, podemos ajudar e contribuir para grandes melhorias”, afirmou Franco.

A Chapa 1 é formada por outros nove membros, sendo os efetivos: Laenilze Maria Castro Araújo, Maria da Conceição Fernandes Picanço, Michele Paschoalotti Lemos, Vanja Cardoso Braga e suplentes: Lucyanna Paixão Viana, Daniel Amaral de Vasconcelos, Narazé Darcy Mousse, Rafael Saulo Santos Barbosa e Marilene da Conceição Ferreira Dutra. “Nós queremos agradecer todo apoio que recebemos dos colegas, que entenderam e acreditaram no nosso trabalho”, disse João Franco.

Ausência deve ser justificada

O CRO-AM ressalta que os Cirurgiões-Dentistas que faltaram a eleição deverão remeter ao CRO-AM requerimento informando o motivo de sua ausência, acompanhando o comprovante do fato no prazo de oito dias. O valor da multa já fixado pela Assembleia é de 1/3 (um terço) do valor original da anuidade do ano em que ocorre a eleição.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.