Entretenimento

João Gordo assume que já usou heroína e crack: “Quase morei na Cracolândia”

Redação
Escrito por Redação

Em entrevista para o humorista Rafinha Bastos, em seu programa no YouTube, o “8 Minutos”, Gordo disse que só não morou na Cracolândia porque amigas suas lhe resgataram: “Eu já quase fui viciado em heroína. Quase mesmo, essa é perigosa. E crack. Crack é difícil.
A primeira vez é bom e tal, mas o bagulho é viciante. Você só quer saber daquilo, depois de uma semana você quer morar na Cracolândia. Tem todo aquele lance de dormir no cocô, é verdade aquilo. Quase morei na Cracolândia, só não fiquei lá porque umas amigas me resgataram e tudo mais. Mas o baixista e o guitarrista da banda viciaram, a banda quase acabou por isso”.

João também falou sobre sua passagem pela Record, onde enquanto contratado atuou nos programas “Legendários” e “Ídolos Kids”: “De repente, pintou o Marcos Mion com esse projeto, uma mirabolância de promessas, e eu pensei: ‘quer saber? Vou lá só para causar’. Tipo, fiz música clássica contra a Igreja Universal, um clássico. Fui só para causar e foi um caos. Aguentei muita piada de fã, fiquei três anos na geladeira e ganhando um salário de desembargador. Até faz falta esse salário hoje em dia…”.

O “8 Minutos”, de Rafinha Bastos, é publicado toda a quinta feira, em seu canal no YouTube.

(Mídia News)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.