Entretenimento

Jorge Ben Jor pede desculpas a fã por tê-lo acusado de racismo

Redação
Escrito por Redação

Jorge Ben Jor polemizou em um show ao interromper a apresentação para puxar um jovem ao palco e acusá-lo de fazer ofensas racistas. Nesta quinta-feira (18), o músico reencontrou o fã e pediu desculpas. Nas redes sociais, o cantor divulgou um texto no qual diz que “Errar é humano, mas o amor é ainda mais”.

O mal entendido aconteceu no último sábado, no Rio de Janeiro. “Esse cara ficou me chamando de ‘crioulo sujo’. Não vou aceitar isso. O que um sujeito desses está fazendo neste show?”, disse Ben Jor depois de puxar o rapaz agressivamente pelos cabelos para cima do palco.

O cantor revelou que há meses vem sendo provocado durante as apresentações com ofensas sussurradas após longos assobios, que acontecem sempre do mesmo lado do palco e na mesma canção.

Lucas teria sido acusado de racismo injustamente, pois apesar de ter assobiado, disse não ter feito nenhuma ofensa ao cantor. Desfeito o mal entendido, Ben Jor localizou o fã pelas redes sociais e marcou um encontro com ele, segundo o site Pragmatismo Político.

Confira o texto na íntegra de Jorge Ben Jor:

ERRARE HUMANUM EST (Errar é humano)
“Eu vou torcer pela paz
Pela alegria e pelo amor…”

A maior benção que um artista pode receber é a ver a propagação natural da filosofia que permeia seu trabalho, sua aplicação mais prática.

Ter um fã é ter um amigo e multiplicador que atravessa o tempo e a essa contingência que é ser. E Ser é esse desafio de forças.

Nunca é tarde para mais uma lição, para mais uma surpresa: Por vezes a vida é tão maravilhosa que temos a chance de aprender de um episódio traumático que sim, errar é humano, mas o amor é ainda mais.

E foi a partir de um engano meu que me chegou a benção do seu perdão, Lucas.

Abraçar você e sua família, me trouxe a paz que há meses eu vinha perdendo durante os shows a cada episódio de provocação gestual e velada, a cada ofensa sussurrada após longos assobios, sempre do mesmo lado do palco, sempre na mesma canção.

Sim, você assobiou, mas foi para me trazer de volta pra energia que move minha vida: O amor.

E é essa força inquebrantável que me fará agora, sob nova perspectiva, encarar cada ato racista como antítese ao que fazemos juntos a cada show, sim, eu e você, sim, o público, meus fãs e meus grandes amigos, meus fiéis escudeiros.

Salve Simpatia, ou como diria o Lucas,

“O amor sempre vence”.

Respeitosa e humildemente,
Jorge

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.