Amazonas Cultura

Jorjão Pampolha participa de Reality Show representando o AM

Cantor Jorjão Pampolha, Reality Show/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

O músico e compositor amazonense Jorjão Pampolha, irá representar o Amazonas em um reality show musical, intitulado de “Estúdio Nema”, que tem como proposta o projeto Nossa Energia Move a Amazônia (Nema), o qual visa descobrir e apoiar talentos da região e escolher a próxima voz entre artistas dos cinco estados: Acre, Amazonas, Pará, Roraima e Rondônia. O ganhador levará a premiação de R$ 10 mil e as duas músicas produzidas por cada participante, serão compiladas em um CD que será distribuído em toda a Região Norte.
Os novos talentos serão apadrinhados por artistas de renome em seus estados e as transmissões do reality serão através do Canal Amazon Sat e do Portal Amazônia. Durante o processo de desenvolvimento no reality, o padrinho do compositor amazonense será o cantor Zezinho Corrêa. Jorjão foi selecionado entre 60 artistas que se inscreveram no programa e apenas 10 foram escolhidos para a audição final. O artista se sagrou vencedor entre os amazonenses e concorrerá com as músicas “Samba Rock Baré”, que é a sua música de trabalho, e “Você Aqui”.

Segundo Jorjão, ambas estarão em seu cd autoral. “Samba rock baré foi feita com a intenção de trazer uma letra genuinamente amazonense, mas sem o estilo da música regional. Todos os que cantam sobre o Amazonas fazem canções bem regionais. Eu queria fazer algo diferente que pudesse alcançar o Brasil”, ressaltou.

O reality show  será transmitido pelo Amazon Sat e Portal Amazônia todos os domingos, a partir do dia 27 de setembro. Cada programa corresponde a uma música, cada artista possui duas músicas inscritas e selecionadas.  Durante a apresentação, os artistas serão acompanhados por profissionais de canto, e especialistas em produção artística. Somente dois cantores participarão da grande final que acontecerá em Manaus. E o público escolherá o vencedor por meio de votações que ocorrerão em um hotsite dentro do Portal Amazônia.

Carreira Musical

Órfão de pai músico, Jorge Ignácio, o fundador do Grupo Ases do Pagode, Jorjão Pampolha cresceu num meio totalmente musical. Seu tio Edivaldo Mendes, o tio Bad, que também é músico, sempre o incentivou durante todo o tempo que fez parte do seio da nossa família. “Aos 13 anos ingressei na Banda do Colégio Militar de Manaus. Inicialmente toquei bumbo, depois seguindo para um instrumento que tenho paixão até hoje, mas não tenho onde tocar, a tuba. Me aprimorei e ingressei na Banda Sinfônica da Claudio Santoro em 2001, onde pude evoluir ainda mais com o mestre Sidnei Rosa e o Maestro Claudio Abrantes”, destacou.

Segundo o compositor, seu interesse pelo violão começou aos 16 anos. “Comecei o interesse pelo violão, e foi quando ganhei meu primeiro violão e também livros de estudos do meu tio Valdenor Marreiros. Bem no início dos meus estudos do instrumento tive uma fratura na perna, o que me deixou de molho e também com um contato direto com o violão. Quando voltei a andar, já estava tocando e toquei pela primeira vez no Grupo de Oração Nova Jerusalém na Paróquia de Santa Rita de Cássia”, disse.

Após se profissionalizar em violão e voz, o músico tirando a carteira da ordem dos músicos e começou a tocar em alguns bares e também apresentações de lojas. O cantor chegou a subir no palco do Studio 5 e tocar com o Seu Jorge.

O cantor também participou do Festival Sesi Música Nacional em Brasília, elencando entre os finalistas,  Festival Sesi Música Regional, com uma música autoral, ficando em terceiro lugar. Montou junto com o Silvo Gomes a banda Samba Bem Black, voltada ao samba rock e balanço. E em 2010 ingressou no grupo que pertence até hoje, o Ases do Pagode.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.