Amazonas Destaques Economia

José Melo destaca negócios e projetos inovadores da VIII FIAM

Gov. José Melo em discurso na FIAM/Foto: Valdo Melo
Gov. José Melo em discurso na FIAM/Foto: Valdo Melo
Redação
Escrito por Redação

Por ocasião da abertura da VIII Feira Internacional da Amazônia (Fiam), o governador do Amazonas, José Melo, destacou as oportunidades de bons negócios em diversos setores, inovação tecnológica e projetos sustentáveis, que são os eixos principais da participação do Amazonas na Fiam 2015, evento que acontece de 18 (ontem) e segue até sábado (21), no Studio 5 Centro de Convenções, na zona sul de Manaus, e que é considerado uma das principais vitrines de divulgação das potencialidades de investimentos na região Norte.
“Estamos diante de um evento de grande magnitude que vai mostrar a pujança da Zona Franca de Manaus, do Polo Industrial, e que dará uma demonstração das nossas potencialidades e do quanto é importante a nossa biodiversidade. Vamos apresentar os produtos que já foram desenvolvidos com base na nossa biodiversidade e que poderá nos dar uma nova Zona Franca, no sentido de criar um novo nicho de negócios. Se aliarmos isso tudo ao fato de estarmos acabando com a guerra fiscal, só a Zona Franca de Manaus vai poder apresentar o diferencial de ICMS e ainda teremos 56 anos de incentivos fiscais. Isso é um indutor muito seguro para os investidores virem para o Amazonas. Tenho recebido muitos empresários interessados em investir aqui, olhando esse porto seguro de incentivos. Eu vejo isso aí,  aliado às nossas riquezas naturais, o desenvolvimento da piscicultura e da fruticultura como um caminho muito forte. Isso tudo nos dá a certeza de um futuro melhor”, comentou José Melo.

Melo também disse que, entre as questões que precisam ser solucionadas para fortalecer a Zona Franca, está a agilidade na aprovação dos PPBs (Processo Produtivo Básico). “É preciso resolver os impasses em torno dos PPBs e dar celeridade à aprovação desses processos”. O governador defendeu também a liberação da obra da BR-319 para que o Estado possa avançar nesta nova proposta de se tornar um polo mais exportador. “É preciso resolver o impasse da BR-319 para criar esse corredor de exportação”.

Em um estande de 900 metros quadrados na Fiam, o Governo do Estado está apresentando projetos e soluções na área de desenvolvimento – mineração, pesca, produção rural, recursos hídricos, indústria incentivada -, e inovação, com “cases” de empresas nascentes (startups). No Pavilhão Amazônico, também coordenado pelo Governo Estadual, 60 artesãos de dez municípios do interior exibem o melhor da produção em biojoias, cosméticos, e essências naturais. Um ciclo de palestras, nos dias 19 (quinta-feira) e 20 (sexta-feira), reunirá técnicos e especialistas em debates sobre integração regional e tecnologia.

Sob a coordenação da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplan-CTI), a participação do Governo na Fiam 2015 busca a promoção de bons  negócios, atração de investidores e expansão comercial de produtos e serviços, além da articulação de parceria técnico-científica. A Fiam é realizada pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), que estima, neste ano, um público de aproximadamente 80 mil pessoas circulando no local nos dias do evento.

Na abertura da Fiam 2015, também estavam presentes o prefeito de Manaus, empresários e o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Furlan, que falou que, devido ao atual cenário econômico vivido pelo País, o Governo Federal está criando um grupo de trabalho, que terá a participação do Governo do Amazonas, da Suframa e de representantes das indústrias, para discutir alternativas para aumentar as exportações da Zona Franca e fortalecer a Suframa.

“A retração do consumo interno tem trazido problemas e não vemos solução a curto ou médio prazo. Mas, por outro lado, vemos um momento propício, com o dólar super valorizado. Então é preciso repensar o modelo Suframa, pensando nas exportações”, comentou Furlan, explicando que o MDIC está concluindo um estudo para consolidar a instituição. Ele disse, ainda, que o Governo Federal vai firmar contrato de gestão da Suframa, que terá impactos na gestão do modelo e repensar processos, e que terá como consequência o fortalecimento instituição e de carreiras para exercer esse trabalho importante ao País. “É preciso melhorar a logística e a infraestrutura, mas acredito na criatividade para superar desafios”. Furlan também enfatizou que o Ministério é parceiro da Suframa e anunciou que o da pasta, Armando Monteiro, virá para a próxima reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS).

Para o secretário de Estado de Planejamento, Thomaz Nogueira, a Fiam é um palco privilegiado para a exposição dos vários projetos do Governo elaborados sob medida para atrair investidores. “Sobretudo nesse momento de retração de investimentos, essa é uma chance imperdível para mostrarmos que o Amazonas continua sendo um dos melhores destinos do País para investimentos, para novos negócios”, resumiu Nogueira.

DemoDay apresenta projetos de inovação a investidores

Um evento paralelo à Fiam 2015, que acontece também no Studio 5 Centro de Convenções, promete mostrar de forma criativa que o futuro da Amazônia passa necessariamente pela evolução tecnológica. Trata-se do 1º Demo Day da região Norte, evento realizado pelo Governo do Amazonas, por intermédio da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplan-CTI). O Demo Day surge com a ideia de promover a interação de empresas nascentes (startups) de alto impacto com investidores, tendo como principal objetivo estimular o empreendedorismo, a inovação e a ativação de novos mercados. Para isso, tem programação elaborada cuidadosamente para atender a todos os segmentos e públicos.

A abertura do Demo Day acontecerá no dia 19 (quinta-feira) de novembro, com um Ciclo de Palestras para os participantes aprovados na 1ª fase do programa Sinapse da Inovação-AM, coordenado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Os participantes, envolvidos no programa de estímulo à inovação e tecnologia do Governo, receberão conteúdos que visam contribuir para o amadurecimento de suas propostas e incentivar a prática empreendedora.

Destacam-se entre os participantes, projetos como o da Coca-Cola #Theboatchallenge: Demonstração de Pitches para Investidores; Edleno Silva de Moura, do ICOMP/UFAM: Como criar uma empresa de base tecnológica no Amazonas; Rozana Lentz Trilha, da Focus DM/SEBRAE: Cultura Empreendedora para Startups; Heygler de Paula, da Startup Brasil: Da Ideia ao MVP: validando protótipos com o mínimo de recursos; Leandro Carioni, da Fundação CERTI: Ecossistemas de Inovação: Uma estratégia para promoção da Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil.

Os 60 participantes do Ciclo de Palestras receberão orientações de mentores experientes, conforme suas necessidades, contribuindo com o desenvolvimento de suas propostas e estimulando a geração de negócios. No segundo e último dia do Demo Day, as startups com grau mais avançado receberão orientações e treinamentos, demonstrarão seus produtos e/ou serviços para investidores, empresários e outros, tendo como objetivo atrair investimentos visando atingir novos mercados nacionais e internacionais.

Outros destaques da participação do Governo do Amazonas na VIII Fiam

Espaço Inovação – (De 18 a 21 de novembro – noite) – É um ambiente voltado ao empreendedorismo e negócios inovadores existentes nas Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) e Incubadoras e Centros de Pesquisas da Amazônia, sobretudo apoiados pelo Estado com vista a promover e oportunizar negócios desenvolvidos na região. Além das instituições que estarão no estande do Governo do Estado, o local terá participação de startups, micro e pequenas empresas que desenvolvem produtos inovadores, instituições parceiras como Ufam, Fundação Paulo Feitoza, Uninorte, Senai, Incubadora CIDE, Associação de Jovens Empresários (AJE),  além de movimentos que promovem o desenvolvimento de empreendimentos inovadores.

Ciclo de seminários do Governo debate tecnologia e desenvolvimento – Interiorização do desenvolvimento, inovação tecnológica e integração amazônica serão os eixos temáticos do ciclo de seminários do Governo na Feira Internacional da Amazônia (Fiam 2015). As palestras promovidas pela Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplan-CTI) buscam disseminar e qualificar as discussões em torno de uma pauta de projetos estratégicos para o desenvolvimento do Amazonas. Palestrantes renomados abordarão temas como financiamento à inovação, inteligência tecnológica, integração econômica entre países amazônicos e alternativas para o desenvolvimento sustentável, além de propostas para a diversificação da economia amazonense.

Um destaque do ciclo de palestras do Governo do Amazonas é a assinatura de um memorando de entendimento com a direção da Startup Brasil, no dia 19, às 9h45. O Startup Brasil, Programa Nacional de Aceleração de Startups, é uma iniciativa do Governo Federal, criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) com gestão da Softex, em parceria com aceleradoras, para apoiar as empresas nascentes de base tecnológica, as startups. Essas iniciativas empreendedoras visam revitalizar o mercado, mas precisam de um ambiente propício para que se desenvolvam e tenham sucesso.

Programação do Governo do Amazonas na VIII Fiam

Dia 19 (quinta-feira)
Local: Studio 5 – Auditório

Tecnologia e Inovação – Às 9h, haverá mesa de abertura do ciclo de palestras com a assinatura do Memorando de Entendimento entre o Governo do Estado, representado pelo secretário de Estado de Planejamento, Thomaz Nogueira, e Fabian Petrait, vice-presidente Administração e Finanças (CFO) da Softex, com a participação do presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas, Renê Levy Aguiar. O acordo tem como objetivo central apoiar e promover a inovação e a geração da competitividade do ecossistema empreendedor no Estado, com especial destaque para o apoio ao desenvolvimento de startups ligadas aos ecossistemas digitais no Estado do Amazonas.

O primeiro painel, às 9h45, “Programas e fonte de financiamento à inovação e novas perspectivas no Brasil”, terá como palestrantes Renê Levy, da Fapeam, Adalberto Val, da Capes, e José Roberto Casarini, do Senai.

A segunda palestra, às 10h35, será proferida por Leandro Innocentini (NIT/Materiais-UFScar) sobre “Inteligência tecnológica como fator estratégico para o êxito na PD&I e atuação dos NITs de acordo com o código ST&I”. O objetivo desta palestra é permitir que as instituições e empresas acompanhem o desenvolvimento tecnológico, conheçam os mercados mais inovadores, quem são os profissionais atuantes e onde se encontram, além de poder determinar a evolução de uma tecnologia, detectar tecnologias emergentes ou que estão se tornando obsoletas, indicar tecnologias geradoras de outras ou que se apliquem a outras áreas.

Ainda no primeiro dia de evento acontece o painel “A realidade das políticas e incentivos à inovação tecnológica nas instituições de ciência e tecnologia nas empresas”. Neste painel, o destaque é o palestrante Tang Kok Fai (Ngee Ann Polytechnic), de Singapura. Este painel visa debater a estratégia de inovação, o grande trunfo das empresas que figuram nos rankings de inovação do Brasil e do mundo.

Dia 19 (quinta-feira)
Local: Studio 5-Sala 4

Integração dos Países Amazônicos – A “Integração física e econômica para o desenvolvimento dos países amazônico”, marcado para as 9h, será proferida pelo ex-governador do Departamento Amazonas-Colômbia, atual assessor de Gabinete e Relações Internacionais da CEST/UEA Tabatinga, Álvaro Gomes Suarez. A mediação dos debates ficará a cargo do secretário executivo de Relações Internacionais da Seplan-CTI Farid Mendonça. A intenção é debater alternativas para o desenvolvimento sustentável por meio do fomento à logística e infraestrutura. “A relação econômica entre o Peru e o Amazonas e as oportunidades de integração regional”, também no dia 19, às 10h50, é o tema do painel que será apresentado por Carlos Rios, Chefe do Departamento Comercial da Embaixada do Peru no Brasil.

Dia 20 (sexta-feira)
Local: Studio 5 – Sala 7

Interiorização do Desenvolvimento – A proposta é promover discussões acerca do desenvolvimento no interior do Estado a partir da diversificação da economia amazonense para além da Zona Franca de Manaus, com ênfase nas potencialidades regionais, os entraves e as mitigações necessárias para a viabilidade do desenvolvimento sustentável. O palestrante deste painel, que começa às 9h, será o presidente do Conselho Regional de Administração do Estado do Amazonas, Antônio Jorge Cunha Campos, que irá abordar a logística do Estado como uma das principais ferramentas para viabilizar a interiorização do desenvolvimento. O moderador será José Sandro da Mota Ribeiro, chefe do Departamento de Diversificação Econômica da Seplan-CTI. O secretário de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Thomaz Nogueira, apresentará o segundo painel do dia, “Diversificação da Economia Amazonense”, no qual abordará as oportunidades de ampliação da matriz econômica do Estado, às 10h30.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.