Amazonas Política

José Ricardo e Yann propõem criação do Museu da Água e o Aquário Amazônico

Candidato José Ricardo caminha no centro da cidade/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação
Candidato José Ricardo caminha no centro da cidade/Foto: Assessoria

                     Candidato José Ricardo caminha no centro da cidade/Foto: Assessoria

O candidato a prefeito de Manaus, José Ricardo (PT), e seu vice, Yann Evanovick (PCdoB), da Coligação “Compromisso com o Povo”, participaram de panfletagem e “bandeiraço”, hoje, segunda-feira (29), no Centro. No ato, os candidatos falaram sobre a importância de resgatar e potencializar a cultura e o turismo da capital.
Uma das propostas para aproveitar as potencialidades regionais da cidade é a construção do Museu da Água e do Aquário Amazônico, visto que, no Amazonas, há mais de três mil espécies de peixes, além de outros animais exóticos, como o boto e o peixe-boi, e de ter o Rio Amazonas como a espinha dorsal da Bacia Amazônica (a maior bacia hidrográfica do mundo). “Temos uma biodiversidade incrível e cobiçadíssima pelo mundo todo, mas subaproveitada pelos governantes, seja por falta de visão ou por falta de comprometimento com interesse do povo da nossa terra. Mas reconhecemos as riquezas daqui, e queremos utilizá-las para o desenvolvimento econômico da capital e assim tornar Manaus o principal polo turístico da Região Norte”, afirmou José Ricardo.

Para Yann, é de suma importância estruturar e revitalizar os pontos turísticos de Manaus para atrair tanto os visitantes da própria cidade quanto os demais turistas. “A cidade precisa estar arrumada para receber bem todos os visitantes e deixar uma boa impressão para que eles queiram voltar. E é primordial também estimular que os manauaras conheçam nossa história, o Teatro Amazonas, o Museu do Homem do Norte, o Encontro das Águas, praças, as bibliotecas e palacetes”, disse.

A coligação também tem outras propostas para o turismo, como a criação da “Cidade Indígena”, formando um complexo de resgate e promoção desta cultura; e a revitalização do Museu do Homem, que nunca recebeu a valorização digna de sua importância. “O Amazonas tem a maior população indígena do Brasil e, em Manaus, há mais de 30 etnias. Apesar disso, o valor destinado a políticas públicas para os indígenas é irrisório. Uma clara demonstração da falta de valorização dessa enorme riqueza cultural”, acentuou ele.

E mais: desenvolver e promover ampla divulgação, em níveis nacional e internacional, e de um calendário oficial de atividades religiosas, da diversidade da culinária regional, da beleza do Centro Histórico, das riquezas naturais e paisagística como o encontro das águas e das Reservas Ecológicas,  que favoreça o fomento do turismo cultural ecológica, além de buscar parceria com empresas do Polo Industrial de Manaus para que promovam em Manaus grandes encontros de executivos e de negócios.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.