Amazonas Política

Josué Neto anuncia redução de 25% em contratos de fornecedores na Assembleia/AM

Deputado Josué Neto(PSD), reduz custos na Aleam/Foto: William Rezende
Deputado Josué Neto(PSD), reduz custos na Aleam/Foto: William Rezende
Redação
Escrito por Redação

Até o final de 2015, a Assembleia Legislativa do Amazonas, vai economizar cerca de R$ 9 milhões. Para chegar a esse montante de recursos, várias medidas serão tomadas, conforme anunciou, hoje (18), o presidente da Casa, deputado Josué Neto (PSD). De acordo com ele, todas as medidas deverão ser efetivadas, logo após a publicação do Ato da Mesa, no Diário Oficial da Aleam.
A maior parte desses recursos financeiros será conseguida com a redução de 25% em todos os contratos dos fornecedores. Para que os serviços não sejam prejudicados, o expediente do Poder Legislativo passará a ser das 08h00 às 14h00 horas. “Vamos reduzir o valor dos contratos, sem diminuir a qualidade do atendimento junto ao povo”, ressaltou o presidente Josué Neto

A partir de agora, pelas novas normas que serão adotadas pela Assembleia, ficam suspensas todas as diárias dos deputados dentro do Estado, assim como o fretamento de aeronaves. Os serviços de buffet , de flores e os acessórios de homenagens, sessões especiais, comunicação visual, também ficam suspensos. A Casa, ainda vai reduzir em 50% a cota de comunicação dos deputados que inclui gastos com telefones fixo e celular, internet e correspondências. Para o uso dos auditórios, conforme determina uma Resolução Legislativa de 2011 (nº 483/2011), será cobrada uma taxa administrativa. O valor arrecadado servirá para a manutenção do próprio espaço.

Ao justificar as medidas administrativas, o presidente Josué Neto disse que havia uma expectativa do Estado aumentar a arrecadação, e consequentemente, melhorar o repasse constitucional para o Legislativo, o que até agora não aconteceu. “Não temos como aguardar mais. Chegamos ao limite. Confiando plenamente nos estudos técnicos da minha equipe, resolvemos adotar essas medidas. Esperamos, que ano que vem, a situação mude para melhor”, concluiu.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.