Cidades

Jovem envolvido em latrocínio de empresário no bairro Nova Esperança é preso

Redação
Escrito por Redação

Fabrício Alves Damasceno, de 19 anos, conhecido como ‘Cegueta’, envolvido no homicídio do empresário Petterson de Carvalho Horta Campos, de 37 anos, ocorrido no dia 17 deste mês, foi apresentado na manhã desta quarta-feira (24), pela Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil, no bairro Dom Pedro, na Zona Centro-Oeste de Manaus.

De acordo com o titular da DEHS, delegado Ivo Martins, ‘Cegueta’ foi preso na noite do último sábado (21), por volta das 18h30, no momento em que foi ao prédio da especializada, localizada na Avenida Autaz Mirim, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, prestar esclarecimentos sobre o caso acompanhado de um advogado.

A prisão foi em cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido naquele mesmo dia, por volta das 18h, pelo juiz do Plantão Criminal, Erivan de Oliveira Santana.  Segundo Ivo Martins, a prisão aconteceu no momento em que o infrator teria ido ao local, acompanhado de um advogado, para prestar esclarecimentos sobre o crime.

Conforme Ivo Martins, na madrugada do último dia 17 de maio, por volta das 23h30, Fabrício, Adriana Peres Ventura, conhecida como ‘Loirinha’; Joicilene Godinho Chaves, chamada de ‘Joice’ ou ‘Jojó’; Edson Moreira de Souza, o ‘Nego Oitão’ e um adolescente já identificado pela equipe da especializada consumiam entorpecentes em um campo de areia localizado no bairro Lírio do Vale, zona Oeste. Quando a droga estava acabando eles planejaram um roubo e decidiram usar as mulheres do grupo como isca.

“Petterson estava em um posto de combustível no bairro Nova Esperança, zona Oeste, quando Adriana e Joicilene puxaram conversa com ele com o intuito de seduzi-lo. Na ocasião, o homem teria convidado as jovens para entrar no carro dele, um veículo modelo BMW, de cor branca. Em seguida, elas pediram que ele fosse até a Rua Nova Aurora, no Conjunto Cophasa, naquele mesmo bairro, para que ele buscasse outra mulher, conhecida delas. Ao chegarem ao endereço indicado Fabrício, Edson e o adolescente invadiram o veículo e anunciaram o roubo”, explicou Ivo Martins.

O titular da DEHS informou que durante a ação criminosa o empresário teria travado luta corporal com Edson e Fabrício. Este último então efetuou um disparo de arma de fogo no abdômen da vítima. Os infratores fugiram do local levando o celular da vítima e Petterson, que chegou a sair do veículo, acabou indo a óbito ainda no lugar. “Cegueta” passou por uma oficina mecânica naquela mesma rua e jogou a arma do crime, que, posteriormente, foi retirada de lá por Adriana.

A autoridade policial ressaltou que ao longo das investigações foi cogitada a hipótese de que o crime teria sido planejado, por se tratar de um empresário. “Após minuciosa análise às imagens captadas pelas câmeras de segurança do local a equipe da DEHS conseguiu identificar e localizar Fabrício. Na delegacia ele explicou a real motivação do crime. Ele confessou participação do delito e forneceu detalhes do latrocínio, bem como apontou os comparsas dele. Agora precisamos da colaboração da população para acharmos e prendermos os demais infratores”, declarou.

Fabrício foi indiciado por latrocínio. Ao término dos procedimentos cabíveis na delegacia ele será conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça. Quem tiver informações sobre o paradeiro dos outros quatro infratores, favor entrar em contato com os servidores da DEHS pelos números: (92) 3636-2874 ou 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM). Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes.

Reportagem Correio da Amazônia com informações da assessoria

Foto: divulgação/Polícia Civil

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.