Amazonas Formal & Informal

Juiz faz “festa” no plantão e liberta presos perigosos

Doc3
Redação
Escrito por Redação

Repercutiu muito mal principalmente nas redes sociais a “festa” feita pelo juiz da da Vara de Execuções Penais (VEP) Lui Carlos Valois que ao atuar no último fim de semana como juiz plantonista teria determinado a soltura de presos considerados de alta periculosidade.

 

Não se sabe o número certo de bandidos libertados por determinação do magistrados, mas nas redes sociais houve uma enxurrada de críticas partindo principalmente de policiais que denominaram de “absurda”, “lamentável” e “vergonhosa” a medida tomada pelo magistrados.

 

No despacho assinado no fim de semana para justificar a libertação dos bandidos, Luis Carlos Valois alega que detectou falhas nos flagrantes feitos pela Polícia, por isso, determinou a “imediata” libertação dos presos perigosos
Entre os bandidos perigosos por Luis Carlos Valois estão os traficantes Cassio Douglas de Sousa Amaral, 21, e Igor Machado Vieira, 19, presos na noite da última quinta-feira, no bairro Novo Aleixo, zona norte, com aproximadamente 9 quilos de cocaína, durante a operação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), em uma blitz realizada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

 

Em seu despacho para justificar a libertação dos traficantes, o juiz Carlos Valois, explicou que o auto de prisão da DEHS possui falhas e que não era “clara” a situação de flagrante dos dois suspeitos. Somente a posse do entorpecente, na opinião dele, não é o suficiente para se caracterizar a conduta de tráfico de drogas.

Documento de transferência de líderes da FDN para o Batalhão da PM.

Documento que comprova a transferência de líderes da FDN para o Batalhão da PM.

O que revoltou os policiais da DEHS é que Igor e Cássio, os traficantes libertados, tentaram furar o bloqueio da operação em alta velocidade, no momento em que estavam em um Gol, de cor prata e placas OAE-6769. De acordo com o policial, dois disparos de segurança foram realizados no pneu do veículo e dentro do carro 9 tabletes de cocaína foram encontrados com os suspeitos.

Juiz Luiz Carlos Valois

Juiz Luiz Carlos Valois

E Não é de agora as críticas ao juiz Luis Carlos Valois. Foi dele a decisão de transferir o traficantes Winchester Cardoso Uchoa, do Centro de Detenção Provisório (CDP) para o Compaj. Ao chegar ao Compaj, Winchester foi espancado e decapitado.

 

Estranho, também, foi a decisão de Luis Carlos Valois de transferir os chefões da FDN Ronayron Moreira Negreiros e Fábio Diego Matos, o “Piu Piu” do CDP para um batalhão da Polícia Militar.

 

O Correio tentou contato com juiz Luis Carlos Valois, mas o mesmo não atendeu as ligações. A Assessoria do Tribunal de Justiça do Amazonas informou que está fazendo levantamento para dá explicações sobre as medidas tomadas pelo magistrado.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.