Amazônia Pará

Justiça afasta freiras suspeitas de maltratar idosos em asilo no Pará

As condições desrespeitam o Estatuto do Idoso/Foto: divulgação
Redação
Escrito por Redação
As condições desrespeitam o Estatuto do Idoso/Foto: divulgação

As condições desrespeitam o Estatuto do Idoso/Foto: divulgação

Quatro freiras investigadas por maltratar idosos na Casa São Vicente de Paulo, em Parangominas (PA), foram afastadas da administração do asilo por ordem judicial. Uma fiscalização do Ministério Público do Estado (MPE) constatou que o abrigo tinha problemas com higiene restrição de alimentação aos idosos e apropriação de dinheiro indevido. As condições desrespeitam o Estatuto do Idoso.

A decisão do juiz Mander Luís Bernando, da 2ª vara cível e empresarial de Paramgominas, foi divulgada nesta sexta-feira (29). Agora, as religiosas tem 24h para deixar o abrigo ou terão de pagar multa diária de R$ 1 mil.

Atualmente, o asilo atende 22 idosos. O promotor Reginaldo Álvares, titular da Promotoria de Justiça do Município, afirma que eles tinham direito a apenas uma refeição no dia, às 17h. “O alimento é igual para todos, sem distinguir se possuem hipertensão ou diabetes. É estarrecedor que os idosos fiquem desde às 17h de um dia até o dia seguinte sem nenhuma alimentação”, conta.

As freiras também ameaçavam os idosos que tentavam denunciar os maus-tratos. As visitas de parentes eram permitidas apenas em dias úteis. Além disso, elas recolhiam integralmente o benefício pago aos abrigados, sendo que deveriam ficar com apenas 30% do montante. Os idosos não participavam de qualquer atividade, nem tinham assistência médica regular. (NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.