Amazônia Roraima

Justiça Federal expede mandado de prisão contra ex-governador de Roraima

prisao-ex-governador
Redação
Escrito por Redação

O mandado de prisão contra o ex-governador Neudo Campos, hoje consultor especial do governo do estado, foi solicitado pela 1ª Vara da Justiça Federal, a partir da condenação dele em 2ª instância, por prática do delito de Peculato dentro do processo 200442000001813.

O pedido foi feito pelo juiz federal Helder Girão Barreto a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que definiu que os condenados em 2ª Instância já podiam ser presos. Neudo foi condenado por peculato (art. 312 do CP) a 10 anos e 8 meses de reclusão.

DEFESA- Na defesa, Neudo Campos alega a inexistência de prova acerca da origem federal dos recursos utilizados no pagamento de pessoal da Administração Direta do Estado de Roraima e do DER/RR, o que afastaria a competência da Justiça Federal para a causa.

Disse ainda que foram valorizados de forma negativa determinadas circunstâncias judiciais do caso, além de a pena ter sido solicitada no limite, o que ofenderia os princípios da razoabilidade e proporcionalidade.

PROCESSO -O processo é um apenso do grande processo envolvendo o esquema conhecido como “Gafanhoto” em que Neudo, que ocupava o cargo de governador, foi acusado de ser o mentor de esquema de inserir na folha de pagamento do Departamento de Estradas de Rodagem de Roraima – DER/RR e da Secretaria de Administração – SEAD pessoas que jamais prestaram serviços ao estado, cujos salários eram embolsados por terceiros, mediante procuração outorgada pelos fictícios servidores, estes conhecidos como “gafanhotos”.

(Folha Boa Vista)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.