Amazonas Cultura

Leila Pinheiro e Roberto Menescal participam de debate cultural, em Manaus

Roberto Menescal e Leila Pinheiro, em Manaus/Foto: Divulgação
Roberto Menescal e Leila Pinheiro, em Manaus/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Um assunto bastante discutido nos dias atuais sobre a circulação musical (ao vivo e gravada) e quais as possibilidades de remuneração que as novas tecnologias proporcionam, será debatido durante o “Amplitude Cultural”, que faz parte do projeto da 5ª. edição do Festival Música na Estrada.

Com o tema “Circulação Musical e Remuneração – perspectivas e soluções para os músicos no novo milênio”, o evento será realizado em Manaus, na Academia Amazonense de Letras, no dia 15 de outubro, às 18h30. O encontro terá duração de aproximadamente uma hora e será aberto para participação do público.  A entrada será gratuita, assim como toda a programação do projeto. O Música na Estrada conta com o apoio do Governo do Amazonas/Secretaria de Estado da Cultura.

O debate receberá dois grandes nomes da música brasileira: Leila Pinheiro e Roberto Menescal. Durante o evento, os renomados músicos responderão aos questionamentos da imprensa. O encontro terá ainda a presença da diretora executiva da Associação Brasileira da Música Independente (ABMI), Luciana Pegorer, e a mediação de Paulo Almeida, criador e curador do Amplitude Cultural e sócio-diretor da Mais e Melhores Produções Artísticas. Os debatedores são sempre agentes importantes com notório conhecimento do assunto em pauta e vasta experiência no mercado. A gratuidade do evento permite amplo acesso ao bem cultural que aqui se desenha.

“Levar pela primeira vez o projeto para o norte do país é possibilitar o diálogo como uma das regiões mais ricas do Brasil. A escolha de Manaus é estratégica, pois além de ser um pólo irradiador de cultura para a região, a cidade tem uma das melhores Orquestras Filarmônicas do país. Ao abraçar o Amplitude Cultural, o Música na Estrada está levando para dentro do evento um projeto de reflexão importante sobre cultura e políticas culturais”, afirma Paulo Almeida.

Já participaram de outras edições do Amplitude Cultural os seguintes agentes culturais: Sergio Cohn (editor da Azougue Editorial), Adailton Medeiros (criador do Ponto Cine), Leonardo Lichote (crítico de música do jornal O Globo), João Bernardo Caldeira (colunista do jornal Valor Econômico), Manoela Sawitzki (escritora), Isabella Taviani (cantora), Carlos Mills (vice-presidente da ABMI), Renato Terra (cineasta), Daniela Name (jornalista e curadora de artes plásticas), Eduardo Saron (diretor executivo do Itaú Cutural), Henilton Menezes (ex-secretário de Fomento do MinC),  Judivan Vieira (advogado geral da União e autor do livro ‘Corrupção no Mundo),  entre outros. Além do Rio de Janeiro, onde nasceu, o Amplitude Cultural já foi realizado em ´São Paulo e Brasília.

Música na Estrada em Manaus

Depois de dar a largada em Rio Branco, o Música na Estrada parte em direção a Manaus para apresentar ao público amazonense três grandes atrações entre os dias 16 e 18 de outubro. Um dos ícones da Bossa Nova, Roberto Menescal se apresenta no primeiro dia com a cantora Cris Delanno, e a cantora Leila Pinheiro, paraense radicada no Rio de Janeiro canta com a Amazonas Jazz Band, no dia 18, ambos às 20h, no Teatro Amazonas. Já o acreano André Dantas Trio faz show no dia 17 em local ainda a ser escolhido. Todos os ingressos são gratuitos.

“Através desse intercâmbio a região pode crescer culturalmente, e a longo prazo podemos criar um novo mercado que contemple conteúdos de todas as regiões do Brasil e até de outros países. Objetivamos sensibilizar a iniciativa privada, os governos municipais e estaduais a investirem no projeto. A região tem um grande potencial”,declarou o diretor da Kommitment, Fernando Ramos.

A 5ª edição do festival ainda passará por Boa Vista, Macapá, Belém e Porto Velho. O “Festival Música na Estrada” tem a realização  do Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet, pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), pela instituição de ensino superior Estácio, além da agência de cultura Kommitment Produções. A cobertura oficial do evento ficará a cargo da Rede Amazônica, do G1 e do jornal A Gazeta.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.