Amazonas Formal & Informal

Lirio Parisotto pode ser o pano de fundo nas investidas de Eduardo Braga

Lirio Parisotto, pano de fundo, de Eduardo Braga/Foto: Reprodução
Redação
Escrito por Redação

A briga incessante no “tapetão”,  feita pelo senador Eduardo Braga (PMDB-AM), para tirar José Melo da jogada e assumir o Governo do Amazonas, tem  como pano de fundo a vontade do milionário Lirio Parisotto de assumir a cadeira do Senado.
Lirio Parisotto é podre de rico, e é o segundo suplente de Eduardo Braga. Ele assumiria a vaga em caso de desistência da primeira suplente que é Sandra Braga, esposa de Eduardo Braga.

Segundo nossas fontes Parisotto vem agindo nos bastidores, junto com Braga, para que José Melo seja cassado e o caminho aberto para Eduardo Braga assumir o governo do Amazonas.

Portanto, é certo que não é só Eduardo Braga que vem agindo, mas o seu suplente milionário, também, está por trás das manobras como a reportagem “requentada”, exibida no domingo (05) pelo Fantástico, da Rede Globo, batendo na mesma tecla da compra de votos nas eleições de 2014, pelo  governador José Melo.

Nos bastidores é comentário corrente que o destino do Amazonas não depende de uma decisão puramente técnica do TSE, mas parece que foi posto nas mãos de um Paulista que deseja ser senador.

Lirio Parisotto é podre de rico tanto que, recentemente,  comprou as afiliadas da Rede Globo, em Santa Catarina, por uma “bagatela” que gira em torno de 700 milhões a 1 bilhão de reais.

Lírio Parisotto é fundador da Videolar, fabricante de mídias virgens (como memory cards), dono da petroquímica Innova e controlador da Usiminas, uma das maiores siderúrgicas do país. Com fortuna de mais de US$ 1,6 bilhão, é considerado um dos 30 homens mais ricos do país. Fez todo o patrimônio do zero. Largou a roça no Rio Grande do Sul, aos 13 anos, para ser seminarista, mas desistiu e ganhou muito dinheiro com videolocadora _e depois com a fabricação de DVDs e CDs.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.