Mundo

Mais 200 imigrantes são resgatados na ilha de Kos, na Grécia

Turista passa em meio a imigrantes resgatados na praia/Foto: Reuetrs
Turista passa em meio a imigrantes resgatados na praia/Foto: Reuetrs
Redação
Escrito por Redação

Pelo menos 212 imigrantes ilegais foram resgatados neste sábado (15) pela Guarda Costeira grega na ilha de Kos, no mar Egeu, transbordada por uma grave crise migratória. Diariamente chegam centenas de imigrantes e refugiados à região.
A guarda-costeira grega informou em comunicado que recuperou os ocupantes de quatro embarcações e uma lancha rápida no começo da manhã, quando foram avistados.

Após a transferência dos mesmos ao porto de Kos, os recém-chegados foram detidos porque careciam de documentação legal de viagem, segundo a nota.

IMIGRANTES

Nas últimas semanas, as autoridades de Kos e outras ilhas do Egeu como Lesbos, Jios e Samos estão transbordadas pelo grande aumento da chegada de embarcações devido à proximidade com a costa da Turquia.

Especialmente em Kos nestes últimos dias houve enfrentamentos entre refugiados e a polícia quando estes se queixavam das más condições de alojamento e a falta de comida, enquanto esperavam amontoados em um estádio de futebol para obter os documentos de viagem que os permitam sair da Grécia.

A maioria de refugiados quer chegar até a Grécia continental e desde ali continuar sua viagem rumo ao centro e o norte da Europa.

Para alojar as pessoas que se encontram em Kos, o governo grego transferiu a embarcação “Eleftheros Venizelos”, com capacidade de até 2,5 mil pessoas.

Está previsto que nesta noite os refugiados procedentes da Síria posssam passar a noite no ferry.

Segundo a agência de notícias grega AMNA, a embarcação só abrigará os refugiados sírios, alguns membros das ONGs que os acompanham e os policiais.

Na quinta-feira (13) e na sexta-feira (14), cerca de 2,2 mil imigrantes e refugiados chegaram  ao porto do Pireo, em Atenas, e espera-se que outros 1,3 mil façam o mesmo a partir deste sábado, de modo que no domingo (16) tenham saído de Kos 3 mil pessoas.

Os dados apresentados na semana passada pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) indicam que nos primeiros sete meses de 2015 desembarcaram na Grécia 124 mil refugiados e imigrantes ilegais, principalmente nas ilhas de Kos, Lesbos, Jios, Samos e Leros.

Só em julho passado chegaram à Grécia 50 mil pessoas da Síria, Afeganistão, Iraque, Eritreia e outros países, mais do que as que entraram em todo o ano passado e um aumento de 20 mil com relação a junho.

Este aumento fez com que os desembarques na Grécia tenham aumentado 750% entre 1º de janeiro e 31 de julho com relação ao mesmo período do ano passado.(G1)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.