Amazonas Economia

Mais de 1 milhão de notas com CPF são contabilizadas, diz coordenador da campanha

Campanha já contabiliza mais 1 milhão de NF/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Em pouco mais de uma semana, o programa Nota Fiscal Amazonense ultrapassou a barreira de 1 milhão de notas fiscais (Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica – NFC-e), com registro do CPF dos consumidores. “Na final da manhã de hoje, terça-feira (dia 11), o nono dia da campanha, já eram pouco mais de 1 milhão de NFC-e com CPF”, segundo o coordenador do programa, o auditor fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM), Augusto Bernardo.
Até a tarde de hoje, praticamente 59 mil consumidores cadastraram seus dados no portal da Nota Fiscal Amazonense, no endereço nfamazonense.sefaz.am.gov.br. O procedimento é necessário para que o prêmio ganho seja depositado na conta bancária do consumidor. Da mesma forma é pago o valor ganho pela instituição social indicada.

Em pouco mais de uma semana de Campanha, 909 prêmios instantâneos de R$ 50 e de R$ 1 mil já foram sorteados. Todas as notas fiscais que não forem premiadas também concorrem aos prêmios mensais de até R$ 30 mil e ao prêmio especial de Natal, com sorteio de até R$ 50 mil. A cada R$ 50 em compras, um novo bilhete eletrônico é gerado em nome do titular do CPF informado na nota.

O programa Nota Fiscal Amazonense iniciou em 3 de agosto  com o objetivo de estimular a cidadania fiscal, aumentar a receita estadual com a arrecadação de impostos e, ainda, beneficiar instituições que desenvolvem ações sociais no Estado. A estimativa, com o programa, é que a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) junto a empresas do comércio varejista tenha um acréscimo, em média, de R$ 10 milhões por mês, no período de um ano.

“Com mais impostos vamos conseguir melhorar investimentos na saúde, na educação, na segurança, porque o Governo trabalha com recursos que vêm dos tributos. Então é importante que todos continuem contribuindo com essa campanha. É o dever enquanto cidadão pedir a nota para que aquela compra gere o imposto que vai ajudar o Estado a continuar a investir e melhorar os serviços que presta”, afirma o governador José Melo.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.