Amazonas Cultura

Mais de 2 mil pessoas vão à ‘Festa da Música’ no Centro Histórico de Manaus

Muita Música reativa o Centro Histórico de Manaus/Foto: Ingrid Anne
Redação
Escrito por Redação

Realizada há 34 anos em Manaus, a “Fête de la Musique” – a Festa da Música, na tradução para o português, pela primeira vez ganhou o espaço público.

O evento internacional, promovido pela Aliança Francesa em parceria com a Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), movimentou aproximadamente 2,2 mil pessoas, durante dois dias (sábado, 20, e domingo, 21). A atividade cultural ocorreu no Paço da Liberdade, no Centro Histórico.

O diretor-presidente da Manauscult destacou que a arte, a cultura e a gastronomia são essenciais para atrair o público e levá-lo a conhecer ou mesmo revisitar o Centro Histórico. “A Prefeitura de Manaus vem cada vez mais estimulando essas ocupações culturais no Centro, o que atrai estudantes, famílias e turistas”, disse.

A Festa da Música Francesa é uma celebração tradicionalmente comemorada na França e em outros países francófonos. Em Manaus, o evento é promovido anualmente pela Aliança Francesa e esta foi a primeira vez que a programação foi aberta à população em um espaço público e maior.

A diretora da Aliança Francesa, Luciana Cavalcante, considerou positiva a recepção das pessoas com o evento no Centro Histórico. “Sempre realizamos o evento no âmbito interno da escola, mas desta vez ele tomou uma proporção maior, ocupando um espaço histórico maravilhoso e somente por meio dessa parceria com a prefeitura foi possível fazer isso”, afirmou.

Shows

A Festa da Música reuniu apresentações do Coral da Aliança Francesa, do Grupo de Câmara dos Alunos e de outras turmas, cantando clássicos da música francesa. O bolsista Rodrigo Roque foi um dos alunos da instituição que se apresentou, soltando a voz numa inusitada versão de “Mélancolie”, de Sheila – mais conhecida do público brasileiro por sua versão em português “O Meu Sangue Ferve por Você”, de Sidney Magal. “É um evento muito bom culturalmente não só para nós da instituição, mas para a cidade como um todo, pois há essa integração com a comunidade francesa do Amazonas”, destacou Rodrigo.

Quem domina a língua francesa de nascença também aprovou o evento. Magali Écope, natural da França e atualmente morando em Manaus com o marido, elogiou a iniciativa. “É uma área linda e cheia de história, e é bom ouvir essa música e lembrar da nossa terra. Gostei de ver eventos como este na cidade”, afirmou a francesa.

Gastronomia e exposição

Além das apresentações, o evento também contou com a exposição “A Evolução do Vestido na França da Idade Média até os anos 50”, da artista Fernanda Gomides, no interior do Paço da Liberdade. A mostra fica em cartaz até 5 de julho. Já a gastronomia marcou presença com uma praça de alimentação que reuniu food trucks e food bikes, ao lado do prédio.

Um dos destaques da programação foi a apresentação da cantora lírica Isabelle Sabrié, durante o encerramento das atividades da Festa da Música Francesa.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.