Amazonas Esportes

Mano Menezes é o substituto de Luxemburgo no Cruzeiro

Mano Menezes, o novo técnico do Cruzeiro/Foto: Reprodução
Redação
Escrito por Redação

Mano Menezes é o novo técnico do Cruzeiro. Ele assinou contrato com duração até 2017 e vai ocupar a vaga de Vanderlei Luxemburgo, demitido na segunda-feira, após amargar sequência de seis jogos sem vencer. E já acompanha o time amanhã, quarta-feira, diante da Ponte Preta, em Campinas. Ele deverá ser apresentado oficialmente na quinta-feira, em Belo Horizonte, e vai comandar o primeiro jogo no domingo, quando a Raposa recebe o Figueirense no Mineirão.
O nome do ex-comandante da Seleção e do Corinthians era um dos preferidos pela torcida celeste, que também apostavam em Muricy Ramalho e Adilson Batista.

Após a derrota para o Santos, no domingo, o Cruzeiro caiu para a 16ª posição do Campeonato Brasileiro, com 22 pontos – e uma vitória a mais que o Goiás, primeira equipe da zona de rebaixamento da competição.

Mano Menezes é o terceiro treinador do Cruzeiro na temporada. O time começou com Marcelo Oliveira, hoje no Palmeiras, e ficou com Luxemburgo por 90 dias.

Mano, de 53 anos, está sem clube desde que deixou o Corinthians, no fim do ano passado. O primeiro trabalho dele à frente de uma equipe profissional foi em 1997, no Guarani de Venâncio Aires-RS. O destaque veio passagem pelo XV de Campo Bom-RS. Em 2004, levou o time gaúcho à semifinal da Copa do Brasil, eliminando o Vasco na segunda fase do torneio, com um acachapante 3 a 0 em São Januário.

O primeiro grande clube de Mano foi o Grêmio, equipe que recolocou na elite do futebol brasileiro com a conquista da Série B, em 2005. Menezes também conduziu o Tricolor a um bicampeonato gaúcho (2006 e 2007) e à final da Libertadores de 2007. No fim daquele ano, o treinador esteve perto de trabalhar na Toca da Raposa. Sondado pelo Cruzeiro para assumir o lugar de Dorival Júnior, Mano optou por aceitar a proposta do Corinthians, que havia iria disputar a Série B. Em São Paulo, Mano conduziu o Timão de volta à elite do futebol nacional, além de se sagrar campeão paulista e da Copa do Brasil, no ano seguinte.

Seleção

O sucesso no Corinthians alçou Mano à seleção brasileira, onde trabalhou de 2010 até 2012. Foram 39 partidas, com 26 vitórias, seis empates e sete derrotas. As conquistas com a amarelinha se resumiram a dois Superclássicos das Américas (taças disputadas em dois jogos contra a Argentina, em 2011 e 2012). Porém, o desempenho contra seleções tradicionais fez com que ele perdesse força e acabasse demitido pela presidência da CBF. Em 2013, passou pelo Flamengo, deixando o clube de uma maneira um tanto surpreendente após três meses de trabalho.  No ano passado, Mano reassumiu o Corinthians. Sem muito sucesso, o técnico saiu do clube em dezembro para a volta de Tite.

Amanhã, quarta-feira, o Cruzeiro enfrenta a Ponte Preta, às 19h30 (de Brasília), em Campinas, pela vigésima segunda rodada da competição. O auxiliar técnico Deivid dirige o time no interior de São Paulo, acompanhado pelo preparador físico Antônio Mello. Os dois profissionais serão mantidos até a chegada da nova comissão técnica.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.