Entretenimento

Ministério Público investigará processo de terceirização da Record

Redação
Escrito por Redação

Após as demissões de cerca de 500 funcionários e a terceirização das produções no setor de dramaturgia da Record, o Ministério Público do Trabalho abriu uma investigação para apurar se a prática é irregular.

Segundo o site NTV, as dispensas ocorreram após o fim da primeira fase de “Os Dez Mandamentos”. Parte dos profissionais serão recontratados com o salário menor.

A procuradora Carina Bicalho pretende entrar com uma liminar para paralisar o processo na emissora, pois acredita que a medida afronta a legislação, já que o canal está terceirizando a sua atividade fim, o que caracterizaria fraude na organização da empresa. “Vou apurar qual a relação da Record com a Casablanca e quais as relações de trabalho dentro da Casablanca”, prometeu.

Ainda segundo a publicação, Arlete Siaretta, dona da Casablanca, foi vista nas instalações da Barra Funda durante uma visita. Isso ajudou a aumentar os rumores internos de que haverá também um corte em massa nesta sexta-feira (04). Apesar de atuar na capital carioca, Bicalho também deve investigar o processo em SP.

A Casablanca e a Record não se pronunciaram sobre o caso.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.