Amazonas Esportes

MMA: Expectativas de estádio cheio para receber a líder Ronda Rousey

A encarada de Holly à Ronda, na pesagem/Foto: Getty Images
Redação
Escrito por Redação

Quem analisa o UFC Austrália, programado para acontecer hoje, sábado, em Melbourne, liderado por mulheres, custa a acreditar que elas demoraram a entrar na organização. O fato é que Ronda Rousey, uma das principais estrelas da companhia, defende o cinturão do peso-galo contra Holly Holm, no duelo principal do card. Na pesagem de sexta-feira, elas quase anteciparam o confronto e acirraram os ânimos.
A cereja do bolo fica por conta do estádio de futebol, onde o show irá acontecer, cuja capacidade gira em torno de 70 mil. Caso a lotação seja alcançada, um novo recorde em termos de público será registrado.

Estrela nos Estados Unidos, Ronda vem se popularizando em ritmo acelerado através de atuações implacáveis e de filmes e entrevistas. “Rowdy” defendeu o título no Brasil, em agosto, expandindo seu nome para outros mercados e, agora, estreia em solo australiano. Invicta, ela busca o 13º triunfo contra a multicampeã mundial de boxe, que também não sabe o que é derrota em nove embates no MMA.

Na co-luta principal, Joanna Jedrzejczyk tenta manter o cinturão peso-palha contra Valerie Letourneau, em sua segunda defesa de título. Com cartel impecável, a polonesa vem mostrando evolução, conforme provou ao nocautear Jessica Penne, em junho. Letourneau, por sua vez, foi escalada após a brecha deixada por Claudinha Gadelha – que sem condições físicas, voltará apenas em 2016. A canadense soma três vitórias por pontos na franquia e é vista como grande “azarão”. Vale lembrar que é a segunda vez – a primeira foi entre os canadenses Georges St-Pierre e Dan Hardy – que uma disputa de cinturão não envolve atletas americanos ou brasileiros.

Único brasileiro desta edição, Antônio Pezão reencontra Mark Hunt, contra quem travou uma batalha épica, em 2013, que terminou empatada. Ameaçado de demissão até agosto, quando espantou a má fase ao nocautear Soa Palelei, no UFC Rio, o paraibano entra no octógono mais leve. A pressão está sob o neozelandês, derrotado por nocaute técnico em suas duas últimas atuações.

Substituto de Michael Bisping, Uriah Hall, conhecido pelo apelido de “Homem-Ambulância”, pisa no cage pela quinta vez este ano, embalado por dois nocautes técnicos. O adversário é Robert Whittaker, que também despachou seus dois últimos oponentes.

O Combate transmite o UFC 193 ao vivo e com exclusividade neste sábado a partir de 21h (horário de Brasília). O Combate.com acompanha em Tempo Real, com vídeo ao vivo das duas primeiras lutas. Na sexta-feira, canal e site transmitem a pesagem ao vivo. Confira o card:

UFC 193
14 de novembro, em Melbourne (AUS)
CARD PRINCIPAL – a partir de 01h00 (horário de Brasília)
Peso-galo: Ronda Rousey x Holly Holm
Peso-palha: Joanna Jedrzejczyk x Valerie Letourneau
Peso-pesado: Mark Hunt x Antônio Pezão
Peso-médio: Uriah Hall x Robert Whittaker
Peso-pesado: Stefan Struve x Jared Rosholt

CARD PRELIMINAR – a partir de 21h15 (horário de Brasília)
Peso-leve: Jake Matthews x Akbarh Arreola
Peso-meio-médio: Kyle Noke x Peter Sobotta
Peso-meio-pesado: Anthony Perosh x Gian Villante
Peso-mosca: Richie Vaculik x Danny Martinez
Peso-médio: Daniel Kelly x Steve Montgomery
Peso-meio-médio: Richard Walsh x Steven Kennedy
Peso-meio-médio: James Moontasri x Anton Zafir
Peso-mosca: Ben Nguyen x Ryan Benoit

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.