Amazonas Destaques Saúde

Mobilização chama a atenção para o combate à Hanseníase, no Amazonas

Fundação Alfredo da Mata, faz mobilização/Foto: Arquivo
Fundação Alfredo da Mata, faz mobilização/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

Como parte das ações que marcam o Dia Mundial de Combate à Hanseníase, celebrado no último domingo do mês de janeiro, a Fundação Alfredo da Matta (Fuam) realiza uma programação de mobilização, a partir de amanhã, segunda-feira (01), com o objetivo de chamar a atenção da população para a doença que, no ano passado, registrou 489 novos casos, no Amazonas.
O número está em queda, ano a ano, mas, a meta da FUAM, é chegar a menos de dois casos para cada 100 mil habitantes, já que hoje, são 12 casos para 100 mil.

A FUAM, que é o centro de referência no tratamento da hanseníase, no Amazonas, promoveu, nop dia 29, sexta-feira, uma atividade de sensibilização sobre a hanseníase, na Praça Central da Colônia Antônio Aleixo, zona Leste de Manaus, área considerada prioritária no atendimento à doença, já ontem (30), a programação continuou na Colônia Antônio Aleixo, com a realização de um mutir,ão dermatológico.

A partir de amanhã, ao longo da semana, também, serão realizadas atividades educativas e intensificação do exame dermatológico, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Manaus e municípios do interior. Profissionais de saúde irão orientar sobre sinais, sintomas e tratamento da doença, visando o diagnóstico precoce.

Sintomas e diagnóstico – A hanseníase é uma doença infecciosa, que causa manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas na pele, com diminuição ou perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e ao toque. Também pode ocorrer sensação de formigamento, fisgadas ou dormência nas extremidades, surgimento de caroços e placas em qualquer local do corpo e diminuição da força muscular, por exemplo, como ter dificuldade para segurar objetos.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.