Amazonas Cidades

Mobilização visa preservar o sauim-de-coleira, ameaçado de extinção

Sauim-de-coleira, campanha de preservação/Foto: Maurício Noronha
Redação
Escrito por Redação

Reconhecido como uma das espécies mais ameaçadas de extinção do bioma Amazônia, o sauim-de-coleira (Saguinus bicolor), é alvo de uma campanha que começa a ganhar as ruas de Manaus. A mobilização tem como foco principal, estabelecer uma demanda política para criar novas Unidades de Conservação necessárias para tirar o sauim-de-coleira do caminho da extinção e discutir com o Estado a aplicação de políticas públicas adequadas para a conservação da espécie.
Construir e fortalecer a imagem do sauim como símbolo do Estado (já é reconhecido por decreto como o mascote de Manaus) e fazer com que a questão da sua conservação ganhe visibilidade e seja amplamente discutida na sociedade, também estão entre as propostas do movimento. “A ideia é conscientizar, sensibilizar e engajar a sociedade para a conservação do sauim-de-coleira”. “Queremos que os amazonenses sintam orgulho de serem os guardiões desse primata tão especial”, enfatiza o coordenador da campanha, Maurício Noronha.

A campanha é uma iniciativa da Fauna e Flora Consultoria, em  parceria com o IBAMA, ICMBio, Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Amazônica, Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Primatas Brasileiros, Plano de Ação Nacional para a Conservação do Sauim-de-coleira, Sociedade de  Zoológicos e Aquários do Brasil, Ministério Público Federal, Projeto Sauim-de-Coleira (UFAM), Primate Education Network e Durrel Wildlife Conservation Trust.

O coordenador adianta que serão realizadas ações midiáticas e um trabalho intenso nas redes sociais. Uma petição pública on line já começou a circular e pretende obter 100.000 assinaturas que serão entregues ao poder público federal e estadual, respaldando a reivindicação de criação de novas Unidades e Conservação além das que já existem. Atualmente, a espécie se encontra insuficientemente protegida em unidades de conservação. A maior parte delas não possui tamanho suficiente para garantir populações viáveis de sauins, além de estarem inseridas em categorias de uso pouco adequadas às necessidades de conservação da espécie.

Como parte das atividades da campanha, será promovido um evento no Dia do Sauim, 20 de outubro próximo, no auditório da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM), com o lançamento do livro “Sauim-de-coleira: a história de uma espécie ameaçada de extinção”. A obra, que é patrocinada pelo Porto Chibatão, conta a história do sauim, um macaco singular e fascinante, cuja sobrevivência depende de muita tenacidade e trabalho em equipe. Ele é um símbolo de resistência e resiliência. De acordo com Maurício Noronha, trata-se da publicação mais completa já escrita sobre um primata brasileiro, ricamente ilustrada, conduzindo o leitor a um emocionante encontro com o mundo natural do sauim, desvendando seus segredos e trazendo os detalhes de sua convivência conosco ao longo do tempo.

O evento contará, ainda com a exposição fotográfica “Sauim-de-coleira: 192 anos de história”, que comemora o aniversário da descoberta, para a ciência, do sauim-de-coleira. “A mostra resgata a história da relação homem/sauim, estabelecendo uma linha do tempo da pré-colonização aos dias de hoje”, adianta Maurício. Serão expostas mais de 80 fotografias e ilustrações, criando um ambiente mágico e propiciando um encontro com a natureza e a história do Amazonas.

Haverá também a realização de uma palestra com debate, sobre o tema “Os desafios para a conservação do sauim-de-coleira”, proferida pelo Professor Dr. Marcelo Gordo, coordenador do Projeto Sauim-de-Coleira na Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e um dos maiores especialistas nessa área.

Segundo Maurício Noronha, a programação ainda inclui a entrega do prêmio ‘Mérito Conservacionista 2015’, como forma de homenagear as personalidades que prestaram relevantes serviços em prol da conservação do sauim-de-coleira. O evento culmina com uma mesa redonda, reunindo especialistas no assunto e representantes do poder público local, que discutirão as estratégias para conservação dos últimos blocos florestais para o sauim-de-coleira. Para informar ao público sobre a campanha, foi criada a página CAMPANHA SALVE O SAUIM no facebook e uma petição online para a criação de Unidades de Conservação para o sauim-de-coleira (http://bit.ly/SalveoSauim). Durante o evento também serão distribuídos gratuitamente inúmeros materiais de divulgação (pôsteres, máscaras etc). O auditório da ALEAM também será adornado com bonecos gigantes do sauim.

Saiba mais sobre o sauim-de-coleira

O Sauim-de-coleira só ocorre no estado do Amazonas, em parte dos municípios de Manaus, Rio Preto da Eva e Itacoatiara. Ele possui uma das menores distribuições geográficas conhecidas para primatas brasileiros, ocorrendo em apenas 7.500 km2.

Hoje ele integra a Lista de Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção do Ministério do Meio Ambiente – MMA, onde é catalogado como Criticamente em Perigo. Os motivos para essa classificação se devem ao fato da espécie ter uma área de distribuição geográfica restrita, além de ter seu habitat natural dramaticamente destruído devido ao desmatamento e fragmentação, causada pelo crescimento desordenado da Região Metropolitana de Manaus. Uma espécie nessa categoria (Criticamente em Perigo) corre risco extremamente alto de extinção na natureza, em um futuro imediato. Este é o segundo estado de conservação mais grave, antes do total desaparecimento da espécie.

Público alvo da campanha

Para ter sucesso, a campanha espera contar com o apoio, principalmente, da sociedade de Manaus e de todos brasileiros que simpatizam com as questões ambientais.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.