Amazonas Cidades

‘Montanha’ é preso no bairro compensa, suspeito de praticar homicídio

Alex "Montanha", preso na Compensa/Foto: PC
Alex "Montanha", preso na Compensa/Foto: PC
Redação
Escrito por Redação

Alex Trindade Montanha, o “Montanha”, de 20 anos, foi preso em cumprimento a mando judicial. Ele foi apresentado pela polícia ontem, sexta-feira (06), na Delegacia Geral, Zona Oeste de Manaus, como o principal suspeito de ser o autor do homicídio de Francisco Edgard de Souza Bezerra, de 35 anos, ocorrido no dia 25 de maio deste ano, na comunidade Parque Mauá, bairro Mauazinho, na Zona Leste.
De acordo com a polícia, a prisão de Alex ocorreu na última quinta-feira (5), na avenida Brasil, bairro Compensa, Zona Oeste, durante o cumprimento a mandado de prisão preventiva decretado pelo juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Eliézer Fernandes Júnior.

Após ser preso, o suspeito se apresentou na delegacia como Alex da Silva Trindade. Ele tentou enganar a autoridade policial apresentando uma certidão falsa, o qual foi descoberto durante buscas no sistema. Além disso, o sistema apontou que Alex já tinha passagem pela polícia por crimes de tráfico de drogas, homicídio, roubo e sequestro, crimes cometidos quando era menor de idade.

O titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), delegado Ivo Martins, deu detalhes como Alex cometeu o crime contra a vida de Francisco.

“A vítima se encontrava em casa, quando o ‘Montanha’ chegou no local e chamou Francisco, porém, a vítima não atendeu. Diante disso, Alex e um comparsa, que ainda não foi identificado, ficaram à espera. Ao sair de casa para comprar cigarro, a dupla abordou a vítima e efetuou os tiros, que atingiram peito coxa”, explicou Ivo Martins.

Conforme a polícia, Alex teria confessado que a motivação do crime foi ocasionada por uma discussão de um ar-condicionado pertencente a vítima, que o comparsa teria roubado. Francisco descobriu, e foi tomar satisfações e ‘Montanha’, teria odiado.

Alex foi autuado por homicídio qualificado por motivo fútil. Após os trâmites legais de polícia será encaminhado a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro, onde aguardará a decisão da Justiça.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.