Mundo

Morre o “Schindler inglês”, que salvou 669 crianças na Segunda Guerra

Morre-Schindler-ingles-Segunda-Guerra
Redação
Escrito por Redação

Em 2014, Winton foi condecorado com a mais alta honraria na República Tcheca por ter salvo crianças judias.
Nicholas Winton, conhecido como o “Oskar Schindler” inglês por ter salvado 669 crianças dos horrores nazistas da Segunda Guerra Mundial, morreu nesta quarta-feira (1º), aos 106 anos.

 

Segundo seu cunhado, Stephen Watson, Winton morreu enquanto dormia no hospital Wrexham Park, em Slough, no Reino Unido.

 

O mundo perdeu um grande homem. Não podemos esquecer jamais a humanidade demonstrada por Sir Nicholas Winton ao salvar tantas crianças do Holocausto”, reagiu o primeiro-ministro britânico David Cameron em sua conta no Twitter.

“Ele sempre será um símbolo da coragem, de profunda humanidade e incrível humildade”, declaru por sua vez o primeiro-ministro tcheco Bohuslav Sobotka, também no Twitter.

Considerado uma lenda viva, o britânico recebeu diversas homenagens por ter organizado os “trens da vida”, entre o leste europeu e o Reino Unido.

Antes de a Segunda Guerra Mundial começar, durante uma viagem a Praga na então Tchecoslováquia, Winton percebeu o risco que os refugiados provenientes de áreas recém-anexadas pela Alemanha nazista estavam correndo e decidiu agir para uma evacuação em massa.

O inglês trabalhou em duas frentes. Por um lado, organizou oito trens e persuadiu os alemães a não bloquearem a operação. Por outro, fez uma intensa campanha nos jornais ingleses para encontrar famílias que pudessem receber as crianças, em sua maioria judias. Voltando para Londres, continuou com sua missão até setembro de 1939, quando a Segunda Guerra começou.

Os “meninos de Winton” e seus descendentes vivem agora na Grã-Bretanha, Israel, Canadá e muitos outros países.
A história do “Schindler britânico” foi contada pela primeira vez há 50 anos, quando sua esposa, Greta, encontrou guardado um álbum com fotos do período em que o marido havia estado em Praga.

(UOL)

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.