Mundo

Mortes de defensores de direitos humanos na Colômbia preocupam UE

Presidente Juan Pablo, da Colômbia/Foto: Reuters
Redação
Escrito por Redação

A União Europeia (UE) manifestou, hoje, quarta-feira (16), preocupação ao governo colombiano pelos recentes homicídios de defensores dos direitos humanos e líderes de comunidades ocorridos no país.
A UE e as embaixadas dos seus Estados-membros na Colômbia pediram às autoridades do país sul-americano que todos os homicídios sejam esclarecidos e que os responsáveis sejam levados à Justiça, diz um comunicado citado pela agência Efe.

Os 28 países-membros da UE, a Suíça e a Noruega juntaram-se às vozes que têm condenado as mortes violentas de William Castillo, Klaus Zapata, Willar Alexander Oime, Hernando Pérez e Marisela Tombé, ocorridas nos últimos dias.

Os Estados europeus também saudaram a iniciativa do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, que pediu ao Ministério Público para agilizar os processos abertos sobre esses casos.(Agência Brasil)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.