Amazonas Educação

Mostra de Educação Ambiental na Amazônia, discute políticas públicas no AM

Thelma Prado, discute os aspectos do projeto/Foto: Assessoria
Thelma Prado, discute os aspectos do projeto/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação

Com o tema “Interculturalidade e Educação Ambiental”, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), com o apoio da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), além de outras instituições parceiras, concluiu a 2ª Mostra e Intercâmbio de Experiências em Educação Ambiental na Amazônia, evento que aconteceu no Centro de Ciências do Ambiente da Ufam, no bairro do Coroado, na zona leste de Manaus.
Pautada em diferentes debates, mesas-redondas, oficinas e experiências dialogadas sobre educação ambiental, a mostra teve como foco a discussão das políticas públicas, o fortalecimento da educação ambiental e a troca de experiências relacionadas às diferentes pesquisas realizadas na área.

De acordo com a coordenadora de Educação Ambiental da Seduc, Thelma Prado, as discussões durante a semana foram bastante proveitosas para a temática da educação ambiental. “Organizamos um espaço para divulgação de ações, programas governamentais e privados e resultados de pesquisas na área da educação ambiental, visando a troca de experiências entre professores, pesquisadores, empresários, estudantes, acadêmicos e pessoas que trabalham diretamente com o tema em seus campos de atuação”, explicou Thelma Prado.

Durante a semana, as instituições participantes apresentaram projetos e programas desenvolvidos com a temática da educação ambiental, dentre eles: “Programa Escola Sustentável na Rede Pública Estadual” (Seduc); “Projeto Pé-de-Pincha” (Ufam); “Programa de Agente Ambiental Voluntário” (Sema); “Projeto Curupira” (Ufam), entre outros.

Socialização – Para o estudante de Direito da Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam), Victor Ferreira, que está desenvolvendo um projeto de iniciação científica sobre conflitos territoriais em Reservas de Desenvolvimento Sustentável, participar das discussões propostas na mostra foi muito relevante para a sua pesquisa.

“Para mim, que estou desenvolvendo uma pesquisa sobre conflitos territoriais em Reservas de Desenvolvimento Sustentável, eventos desta natureza são de grande importância, já que é válido compreender os impactos que essa luta por espaço trará para a sociedade. As discussões, de uma forma geral, foram muito proveitosas e serão de grande valia para a conclusão do meu estudo”, destacou o estudante.

Segundo a professora de Educação Ambiental do Instituto de Ciências Biológicas da Ufam, Olívia Simão, 48, os temas trabalhados durante a mostra foram fundamentais para reforçar a necessidade de realizar um trabalho contínuo, agregando forças em prol da educação ambiental. “Com o apoio de diversas instituições ligadas à temática da educação ambiental, nossa proposta foi trazer essa temática para o centro das discussões e buscar cooperação e integração para a otimização dos trabalhos e investimentos que vem sendo feitos nesse setor, para que possamos fazer cada vez mais e com mais qualidade a promoção da educação ambiental em nosso Estado”, explicou Olívia Simão.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.