Amazônia Mato Grosso

MT: mulher denuncia estudante de 14 anos por injúria e ameaças em rede social

Redação
Escrito por Redação

Uma atendente de 31 anos denuncia uma estudante de 14 por injúria racial e ameaça nas redes sociais. Os posts contém agressões verbais fortes, e foram apagadas pela vítima, que antes registrou o fato para formalizar a denúncia junto à polícia.Na tarde de terça-feira (4), a menor foi detida dentro da Escola André Luis da Silva, no bairro Consil, portando um facão. A filha da vítima, também de 14 anos, estuda na mesma sala da adolescente, e teria sido ameaçada pela colega. Um boletim de ocorrências foi registrado na Central de Flagrantes.

 
Antes, porém, a vítima L.F.A, 31, procurou a polícia para denunciar o crime de injúria, através de posts em uma rede social. A menor publicou vários comentários no perfil da vítima, usando palavras de baixo calão e xingamentos fortes, inclusive sugerindo que a atendente trabalhe como prostituta.

O desentendimento teria começado porque a atendente comentou em uma foto da menor, que a garota fabricou a imagem com uso de photoshopp. “Ela era amiga da minha filha, frequentava minha casa, e fiz um comentário de brincadeira, dizendo que também queria ficar com esse corpo, mas não imaginava uma reação dessas, ela começou a denegrir minha imagem publicamente, me chamando de macaca, preta, que meus filhos eram filhotes de dragão”, desabafa.

O fato teria ocorrido durante as férias escolares. Quando voltou a frequentar a escola, a filha da vítima, antes amiga da menor, foi ameaçada, até mesmo na frente dos policiais militares, que foram chamados para irem até o colégio.

“Ela disse que o problema dela com minha filha seria resolvido lá fora, isso na frente do diretor, professores e policiais”.

A atendente aguarda investigações da Polícia Civil. Ela registrou os fatos na 2ª Delegacia do Carumbé.

injuria-e-ameca

(GAZETA DIGITAL)

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.