Amazônia Mato Grosso

MT: pistoleiro que usa capuz e roupa preta executa mais um homem

Redação
Escrito por Redação

Mais um homem com passagens pela Polícia é executado. Everton de Souza Figueiredo, de 32 anos, levou pelo menos 15 tiros de pistola calibre Nove Milímetro (9mm), arma geralmente usada por pistoleiros – assassinos pagos para matar – profissionais.

A vítima, segundo informações de testemunhas à Polícia, voltava para casa na noite desta segunda-feira, 27, quando foi surpreendido por dois homens em um carro branco.

Era um veículo Gol branco. Um homem desceu do carro na Rua SD do Residencial Aurília Salles Curvo, nas proximidades da Ponte Sérgio Motta, em Várzea Grande (Grande Cuiabá) e começou a atirar contra Everton, executado com mais de 15 tiros, pelo menos cinco na cabeça.

Além do carro branco, uma testemunha confirmou à Polícia que o pistoleiro que desceu do carro e disparou contra Everton, usava capuz e roupas escuras. Além do carro preto, cujos ocupantes já executaram dezenas de pessoas em Cuiabá e Várzea Grande, a Polícia também tem denúncias de que esse carro branco também já foi usado em outras execuções de pessoas.

O corpo de Everton, que estaria trabalhando recentemente como “chapeiro”, foi liberado por investigadores da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), liderados pelo delegado Antônio Carlos Araújo.

O delegado Araújo confirmou a execução, Ele acredita em crime motivado por um “acerto de contas” ou uma “queima de arquivo”. No local foram localizadas 13 cápsulas de pistola calibre 9mm usadas para matar Everton. Até o momento ninguém foi preso.

(24horasnews)

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.