Amazônia Mato Grosso

MT: radialista escapa da morte após divulgar escândalos envolvendo vereadores

Redação
Escrito por Redação

O radialista Gilberto Silva Siqueira de 54 anos foi vítima de um atentado, após abordar em sua emissora, assuntos polêmicos envolvendo vereadores do município onde mora, Planalto da Serra, 256 km ao Sul de Cuiabá. De acordo com o delegado de Chapada dos Guimarães, Diego Alex Martimiano, o caso está sendo tratado como tentativa de homicídio.

O radialista conta que após veicular em sua rádio denúncias de desvios de verbas públicas, envolvendo vereadores do município, uma rixa política começou a gerar uma série de desentendimentos entre o jornalista e alguns parlamentares. Ele explica que um de seus principais desafetos e suspeito de ser o autor do atentado, no qual quase foi assassinado, seria o presidente da Câmara Municipal, Rosimar Alves Pereira (PMDB).

Há praticamente um mês, Gilberto conta que foi surpreendido por um homem que ele não conseguiu reconhecer, na sede da rádio, “Linda Vista FM”, na qual é locutor e proprietário. O acusado estava armado e efetuou vários disparos contra o radialista que felizmente conseguiu se esconder juntamente com a esposa, em um dos cômodos da rádio, sobrevivendo ao atentado.

Gilberto explica ainda que há cinco anos teve a sede da rádio incendiada. Na ocasião a polícia não conseguiu esclarecer o fato, no entanto o crime também foi caracterizado como um atentado, já que Gilberto por ser um jornalista vinha se envolvendo em questões polêmicas ligadas à pessoas de “grande influência” política no município.
O delegado Diego Alex Martimiano, que comanda as investigações, explica que a precariedade das condições do local onde a vítima sofreu o atentado, complicam bastante as investigações, além do mais a região é bastante isolada, e não houve testemunhas no local. Nem a identificação do veículo usado pelo acusado pode ser levantada.

“As informações são muito vagas, a vítima não soube descrever detalhes suficientes para que pudéssemos chegar até o autor dos disparos. O crime é caracterizado claramente como uma tentativa de homicídio, os suspeitos apontados pelo autor já foram ouvidos”, disse o delegado.

Diego também afirma que o principal suspeito, nega ter qualquer envolvimento com o crime.

Ele explicou ao delegado que possui problemas pessoais com Gilberto, mas que atentar contra a vida do radialista ele não seria capaz. O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil de Chapada dos Guimarães, já que o município de Planalto da Serra não possui efetivo de investigação, o que para o delegado complicada ainda mais o desfecho do inquérito policial.

(24horasnews)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.