Cidades

Mulher que teve metade do corpo encontrado em lixo é identificada no IML

Redação
Escrito por Redação

A operadora de caixa Gracilene da Silva Telles, de 46 anos, foi identificada, por familiares, na manhã desta terça-feira (2), no Instituto Médico Legal (IML), na Zona Norte de Manaus. Ela é a mulher cuja parte superior do corpo foi encontrada na manhã de segunda-feira (1º), em meio ao lixo, na Avenida Hibisco, no bairro Distrito Industrial 2, zona leste da cidade.

A filha da vítima, de 26 anos, que não teve o nome revelado, reconheceu o corpo esquartejado da mãe. Em seguida, ela e demais familiares foram à Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), onde foi registrado um Boletim de Ocorrência (B.O.), para prestar esclarecimentos que possam ajudar nas investigações para elucidação do crime.

O titular da DEHS, delegado Ivo Martins, informou que as investigações estão em andamento, porém, evitou adiantar dar detalhes do caso, como informações da autoria e motivação. “A investigação está em curso e não podemos adiantar nada”, disse o delegado.

Na delegacia, familiares de Gracilene não quiseram comentar sobre o assunto.

Por Josemar Antunes

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.