Amazonas Economia

Municípios do Alto Solimões buscam expansão da produção de alimentos

Secretários de Amaturá e Santo Antonio do Icá com pesquisadores/Foto: Divulgação
Secretários de Amaturá e Santo Antonio do Icá com pesquisadores/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Santo Antônio do Içá, no Alto Solimões, está buscando fortalecer sua agricultura familiar, com o objetivo de garantir renda e segurança alimentar às famílias agricultoras, e aumentar a produção e qualidade dos alimentos para atender o consumo local, mercados institucionais e novos mercados, como o de Manaus.
Para isso, o município começa a estabelecer parcerias estratégicas com instituições de pesquisa, ensino e extensão rural e com os municípios que formam o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Alto Solimões (Conaltosol), para promoção da inovação tecnológica da agricultura familiar.

O Conaltosol e a Embrapa Amazônia Ocidental (Manaus/AM) promoveram, em Santo Antônio do Içá, nos dias 24 e 25 de junho, o seminário Fortalecimento da Agricultura Familiar. Durante o primeiro dia, mais de 100 agricultores de diferentes comunidades iniciaram a construção de um diagnóstico sobre a realidade atual da agricultura içaense, identificando pontos fortes, oportunidades e problemas da produção. O segundo dia foi dedicado a priorizar as demandas tecnológicas para promover a inovação e o desenvolvimento dos sistemas produtivos de importância social e econômica para o município.

“Conhecer os problemas, as dificuldades, as potencialidades e a realidade da agricultura local diretamente com os agricultores é importante para conseguirmos estruturar um plano de trabalho para atuar no município e, de fato, alcançar o desenvolvimento do setor rural que se espera, com o aumento da produção, melhoria da qualidade dos alimentos e renda para o produtor”, destacou Rosangela Reis, uma das pesquisadoras da Embrapa que acompanhou a atividade.

Conforme o secretário de produção rural de Santo Antônio do Içá, José Gouvêia, a prioridade é fortalecer as duas principais culturas locais, a banana e a mandioca, que podem ser potencializadas com a mecanização do cultivo e adoção de práticas de manejo que promovam o aumento da produtividade, como escolha de cultivares adequadas, qualidade do material propagativo, implantação e condução da lavoura, entre outras práticas recomendadas pela pesquisa. Além da parte técnica, o apoio do município é fundamental para resolver problemas como escoamento e comercialização da produção e organização e capacitação dos agricultores. “Estamos planejando ações que vão estimular a produção. Queremos implantar em parceria com a Embrapa um viveiro de mudas de banana e uma Unidade Demonstrativa com as tecnologias e sistema de cultivo para a mandioca”, disse.

Segundo o pesquisador da Embrapa e coordenador do seminário, José Olenilson Pinheiro, a empresa disponibiliza tecnologias que podem ser incorporadas de forma simples nos sistemas de produção das principais culturas de Santo Antônio do Içá. “São técnicas que, se adotadas de forma correta e com o acompanhamento do produtor, resultam em aumento de produtividade e qualidade dos alimentos. É claro que é necessário que outros fatores andem juntos, como a organização para comercialização dessa produção, escoamento, programa de capacitação, etc”, destacou.

A parceria com as instituições e o uso de novas tecnologias de produção são fatores importantes para o agricultor Cléber Vidal. Ele cultiva banana e mandioca, e esteve presente no seminário. “Nós temos problemas com doenças na banana e baixa produtividade da mandioca. Com certeza tecnologias da Embrapa que melhorem isso vão nos ajudar muito e vamos conseguir aumentar nossa produção e renda”, citou.

O evento teve o apoio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), do Sebrae-AM e do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estados do Amazonas (OCB-AM). Patrocinaram o evento a Agrosol Alto Solimões, Conaltosol e Prefeitura de Santo Antônio do Içá.

Boas perspectivas para a região

O seminário desencadeou uma série de expectativas positivas para o fortalecimento da agricultura familiar de outros municípios da região do Alto Solimões, como Tonantins, São Paulo de Olivença e Amaturá, que ficam próximos a Santo Antônio do Içá. Conforme o secretário de produção rural do município de Amaturá, Carlos dos Reis, a união entre instituições e agricultores é um bom modelo que pode ser ampliado. “Nós trouxemos agricultores para Santo Antônio do Içá para participar da atividade. Isso pode acontecer mais vezes, com capacitações, já que somos municípios próximos. Juntos podemos melhorar, por exemplo, a qualidade da nossa farinha, para competir em preço e qualidade com a farinha de outros locais. A visão para o futuro é positiva e vamos colocar essa parceria realmente em prática”, disse.

Curso de Mecanização

Paralelamente ao seminário aconteceu o curso Operação e Manutenção de Máquinas Agrícolas, ministrado pelo técnico da Embrapa, Antônio Sabino Rocha. A atividade teve como objetivo capacitar técnicos e produtores rurais para operar tratores agrícolas de forma correta e segura, além de manusear os implementos e fazer as devidas manutenções em atividades de preparo mecanizado de áreas. O agricultor Jânio Ramos participou da capacitação e aprovou a experiência. “O treinamento foi muito importante. São coisas que não são complicadas de aprender, mas que a gente nunca tinha visto”, disse.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.