Amazonas Esportes

Não é o ‘fim da picada’, mas Dunga tem jogo decisivo para seu futuro no cargo

Dunga, longo caminhada, para se garantir/Foto: Getty Images
Dunga, longo caminhada, para se garantir/Foto: Getty Images
Redação
Escrito por Redação

Em seu retorno à seleção brasileira, Dunga chega ao seu 20º jogo nesta terça-feira, às 22h (de Brasília), contra o Peru, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Em caso de vitória, o treinador assegurará a manutenção até o fim do ano do time na zona de classificação para a Copa-2018. Qualquer outro resultado será sinômino de pesadelo.
Mais do que isso, aumento na pressão por sua saída do cargo.

Ela existe.

Passa pelo futuro incerto de Marco Polo Del Nero, aguardado no estádio para o confronto com os peruanos, na presidência da CBF.

Mas, sobretudo, pela arrancada da equipe nas Eliminatórias, a sua pior na história do torneio e que reforça o receio, aliado a uma suposta convicção da inferioridade técnica da atual geração, de que o Brasil pode ficar pela primeira vez de fora de um Mundial.

Com quatro pontos nas três primeiras partidas, o tetracampeão mundial pisará em campo pressionado na capital baiana. O seu retrospecto nesta volta – 15 vitórias, dois empates e duas derrotas – poderia passar outra impressão, mas a eliminação precoce na Copa América e o futebol burocrático não contam pontos a seu favor.

Mesmo carregando uma relação tradicionalmente fria com a seleção, Salvador poderá ser decisiva esse cenário.

Em 12 compromissos, o time nunca perdeu na Fonte Nova. Não deverá ser alvo, a exemplo de 1989, de boicote por parte da torcida, que lotará o estádio após assegurar os cerca de 40 mil ingressos. Nem tampouco se deparará com a frase “é o fim da picada” abaixo do placar, como aconteceu naquele ano, contra ese mesmo Peru, em foto histórica que retratava o 0 a 0 e o slogan de campanha de prevenção contra febre amarela e malária.

“Ameaçado (de sair) não sei por quê. É o futebol, é normal a cobrança que se tem em todas as profissões. É resultado. ‘Ameaçado’ é uma palavra um pouco forte”, disse Dunga, em entrevista coletiva.

Para garantir a paz na pausa de fim de ano das Eliminatórias, o treinador deverá mudar a sua escalação.

Douglas Costa e Renato Augusto foram testados entre os titulares no treino desta segunda-feira, no estádio de Pituaçu, e brigam pelo lugar de Ricardo Oliveira na equipe. Outra mudança será a entrada de Gil na vaga de David Luiz, suspenso.

O clima é de descontração no grupo. Os atletas tiveram folga de meio período no último domingo e receberam a visita de amigos e familiares ao longo da segunda-feira.

Agora faltam os três pontos.

FICHA TÉCNICA
BRASIL X PERU

Local: estádio Fonte Nova, em Salvador (BA).
Data: 17 de novembro de 2015
Horário: 22 horas (de Brasília).
Árbitro: José Buitrago (Colômbia).
Auxiliares: Eduardo Díaz e Wilmar Navarro (ambos da Colômbia).

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Miranda, Gil e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Elias, Lucas Lima, Willian e Neymar; Ricardo Oliveira (Douglas Costa ou Renato Augusto)
Técnico: Dunga

PERU: Penny; Advíncula, Zambrano, Ascues e Yotún; Tápia, Lobatón e Reyna; Farfán, Guerrero e Pizarro
Técnico: Ricardo Gareca

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.