Amazonas Cidades

Nas buscas por desaparecidos, PMs prendem garimpeiros no Uatumã

Garimpeiros são presos por exploração de minério, ilegal/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Durante buscas a grupo de pessoas desaparecidas há mais de 70 dias, policiais militares prenderam seis garimpeiros que praticavam atividade ilegal na região da Reserva Sustentável de Desenvolvimento (RDS) do Uatumã, em Presidente Figueiredo, a 107 quilômetros de Manaus.
Desde a última segunda-feira (18), equipes de busca e resgate da Polícia Militar do Amazonas procuram por um grupo de nove pessoas que está desaparecido há mais de 70 dias na floresta amazônica, ao norte da capital amazonense.

O Tenente PM Paulo Sérgio Cordeiro da Companhia Independente de Cães (Cipcães) comanda uma equipe de seis policiais militares que conduzem três cães policiais especialistas em busca e resgate de pessoas desaparecidos. Para garantir o suporte operacional em termo de segurança, mais quatro policiais militares da Companhia de Operações Especiais (COE) da polícia militar também foram enviados ao local de busca.

Hoje, sexta-feira (22), as equipes retornaram para o ponto de onde partiram em Presidente Figueiredo, município localizado a 107 km ao norte de Manaus. No local das buscas foram flagrados seis garimpeiros que exploravam minério ilegalmente. Todos foram detidos pela polícia militar e duas armas de fogo foram apreendidas, um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 20.

Até o momento nenhum dos desaparecidos foi localizado. As buscas estão concentradas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, localizada na área que compreende os municípios de São Sebastião do Uatumã e Itapiranga, onde o grupo desapareceu.

Ao longo desta semana uma nova logística será montada e as equipes do Corpo de Bombeiros e das Polícias Militar e Civil devem retornar a região.

Garimpeiros foram flagrados praticando exploração ilegal/Foto: Divulgação

                 Garimpeiros foram flagrados praticando exploração ilegal/Foto: Divulgação

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.