Amazonas Destaques Formal & Informal

Nejmi e Rebecca culpam Arthur Neto pelos buracos no asfalto de Manaus

Rebecca e Nejmi
Redação
Escrito por Redação

As reclamações da ex-primeira dama, Nejmi Aziz, sobre a “buraqueira” por todo o asfalto da Avenida Darcy Vargas repercutiram bastante na mídia local, mas o tiroteio aberto pela superintendente da Suframa, Rebecca Garcia, sobre os buracos na área do Distrito Industrial, tiveram som e efeito de artilharia pesada em cima da administração municipal de Manaus.

As duas jogam a culpa no prefeito Arthur Neto (PSDB) pelo estado de calamidade em que se encontram as ruas da cidade e do Distrito Industrial do Amazonas.

E o que é pior, Rebecca expôs isso publicamente em dois grandes eventos. Na Reunião do Conselho de Desenvolvimento da Amazônia (Codam) na quinta-feira (25) e no reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS), no dia seguinte.

E Rebecca foi dura e incisiva dizendo que vai entrar com uma ação na Justiça para pedir que o prefeito Arthur Neto tape os milhares de buracos das ruas do Distrito Industrial de Manaus.

Diante das autoridades, Rebecca lembrou que a buraqueira que ora toma conta das ruas do DI foi uma dos primeiros assuntos que tratou logo que assumiu a autarquia, em novembro do ano passado.

De lá pra cá, a superintendente disse que tentou inúmeras vezes falar com Arthur, mas não obteve sucesso. Ela disse que até tentou com interlocutores e com pessoas próximas ao prefeito, mas simplesmente o prefeito lhe ignora.

Rebecca disse que só quer ficar “cara a cara com Arthur” para lhe dizer que vai acionar a Justiça o responsabilizando e exigindo que ele tape os buracos do DI.

Muito aborrecida, ela até mandou recado a Arthur. “Ás vezes, a gente é mulher, mas é muito mais macho que muito homem, que se esconde na hora de fazer as coisas”.

A ação contra Arthur está sendo preparada pela Procuradoria Federal da Suframa. Deve ser protocolada no Ministério Público já na próxima semana.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Isso é briga antiga, um joga a responsabilidade pró outro. Certo é que o DI são estradas federais, não cabe ao município sua manutenção, à não ser por algum acordo.

    • Concordo com você Tiago! Pra isso a Suframa recolhe uma taxa , porém essa dinheirama obtida pela tal taxa , vai pra Brasília . Lá vira superavit Finaceiro e some pra outras finalidades .

error: Ops! não foi dessa vez.