Amazonas Esportes

Neymar divide pódio da Bola de Ouro com Messi e Cristiano

Os finalistas do Bola de Ouro, da FIFA/Foto: Getty Images
Redação
Escrito por Redação

Pode comemorar, Neymar. Depois de oito anos de espera, o Brasil volta a ter um jogador entre os três melhores do mundo. A Fifa anunciou, em cerimônia transmitida na internet, os três finalistas do prêmio Bola de Ouro, e o atacante do Barcelona aparece ao lado do recordista Lionel Messi, com quatro conquistas, e de Cristiano Ronaldo, eleito nos últimos dois anos.

O vencedor será conhecido em evento de gala no dia 11 de janeiro, na sede da entidade máxima do futebol em Zurique, na Suíça. Para garantir um lugar no pódio, o brasileiro, que encerrou um jejum que vinha desde Kaká, em 2007, marcou 44 gols e deu 13 assistências em 60 jogos no período válido para votação – de 22 de novembro de 2014 até 20 de novembro de 2015.

Neymar é o sétimo representante do Brasil entre os finalistas do prêmio. Além dos vencedores Romário (1994), Ronaldo (1996, 1997 e 2002), Rivaldo (1999), Ronaldinho (2004 e 2005) e Kaká (2007), Roberto Carlos ficou na segunda colocação em 97. Os oito troféus colocam o país ainda como recordista de conquistas. O brasileiro com mais indicações é Ronaldo Fenômeno, com cinco, enquanto Kaká foi o último presente no palco da Fifa, justamente no ano em que superou Messi e Cristiano Ronaldo, que passariam se revezar no topo do mundo a partir de 2008.

Santos vai faturar 2 milhões de euros com Neymar na final da Bola de Ouro

Em entrevista ao “Esporte Espetacular”, domingo, Neymar revelou a sua expectativa para estar entre os finalistas e apontava justiça na escolha. Com Suárez e Messi, o brasileiro protagonizou a temporada vitoriosa do Barcelona, com os títulos da Champions League, Campeonato Espanhol, Copa do Rei e Supercopa da Europa:

– Acho que mereço, sim, pelo que venho fazendo (…) Nunca joguei para ser o melhor do mundo. Sempre joguei para ser melhor do que eu mesmo, me superando, superando minhas metas, jogando melhor, treinando melhor… Ser o melhor do mundo é consequência do seu trabalho. Se falam muitas coisas, é porque o trabalho vem dando certo. Tenho que dar continuidade, ajudar meus companheiros, e isso vem natural.

A festa brasileira contou ainda com Wendell Lira. O jogador contratado recentemente pelo Vila Nova, de Goiás, ficou entre os três preferidos em votação popular para o Prêmio Puskás, dado ao gol mais bonito do ano. O atacante emendou de primeira em lindo voleio para balançar as redes do Atlético-GO no Estadual (confira no vídeo abaixo), quando defendia o Goianésia, e concorrerá com Florenzi, do Roma, pelo golaço do meio-campo diante do Barcelona, e Lionel Messi, em arrancada imparável na decisão da Copa do Rei, contra o Atlético de Bilbao.

A Fifa anunciou ainda os finalistas em outros três prêmios. Os espanhóis Luis Enrique, do Barcelona, e Guardiola, do Bayern de Munique, disputam o troféu de melhor treinador do mundo com o argentino Jorge Sampaoli, técnico da seleção chilena. Campeã do mundo com os Estados Unidos, Jill Ellis é a favorita na disputa com o galês Mark Sampson, da Inglaterra, e Norio Sasaki, da Japão, entre comandantes de equipes femininas. Já Carli Lloyd, dos Estados Unidos, Aya Miyama, do Japão, e a alemã Célia Sasic concorrem na categoria jogadora.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.